1 evento ao vivo

"Adoraria explorar Amazônia com os EUA", diz Bolsonaro

Fala durante Fórum de Davos foi revelada por documentário

25 ago 2020
09h52
atualizado às 10h17
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em um encontro informal com o ex-vice-presidente norte-americano Al Gore durante o Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que "adoraria" explorar os recursos da Amazônia com os Estados Unidos.

Bolsonaro e Al Gore conversaram informalmente no Fórum de Davos
Bolsonaro e Al Gore conversaram informalmente no Fórum de Davos
Foto: ANSA / Ansa

A conversa entre os dois políticos foi revelada através do Twitter do professor da FGV e doutor em Ciência Política Guilherme Casarões. "Recebi esse trecho do documentário O Fórum, que retrata os bastidores recentes de Davos", escreveu Casarões com o trecho da gravação.

Nas cenas, Al Gore se aproxima de Bolsonaro e diz que "estamos muito preocupados com a Amazônia, é algo que me toca profundamente". Enquanto ouve a tradução da fala, o mandatário brasileiro responde que "temos muita riqueza na Amazônia e eu adoraria explorar essa riqueza com os Estados Unidos".

Al Gore, então, tem uma reação de estranheza e responde "eu não entendi o que você quis dizer". Não há mais imagens sobre se a conversa continuou.

O norte-americano é conhecido mundialmente - após perder uma polêmica eleição para George W. Bush - por seu perfil focado na luta contra as mudanças climáticas. Por conta dessa postura, Al Gore recebeu o Prêmio Nobel da Paz de 2007 ao lado do Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas (IPCC).

Militares

A conversa entre os dois teve outro momento de constrangimento. Assim que chegou próximo a Bolsonaro, Al Gore afirma que era um "grande amigo" de Alfredo Sirkis, jornalista e político brasileiro que foi um dos principais expoentes no país na luta contra as mudanças climáticas e também opositor ao regime militar.

Bolsonaro, por sua vez, rebate dizendo que foi "inimigo de Sirkis", ao que o norte-americano responde "então falei sobre a pessoa errada".

O mandatário, então, afirma que "a história recém-passada do Brasil com os militares foi muito mal contada, mas a verdade sempre aparece". .
   

Veja também:

Covid-19, gripe ou resfriado? Confira os sintomas
Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade