PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Mundo

Adesão à ONU é 'pilar para a paz', diz Palestina

Israel criticou Conselho de Segurança por considerar resolução

18 abr 2024 - 12h36
(atualizado às 13h24)
Compartilhar
Exibir comentários

A Palestina defendeu nesta quinta-feira (18) que sua admissão como membro pleno da Organização das Nações Unidas (ONU) seria um passo importante para alcançar a paz no Oriente Médio.

A declaração foi dada pelo representante da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Ziad Abu Amr, na sessão do Conselho de Segurança que votará uma resolução da Argélia sobre o assunto.

"A admissão a pleno título da Palestina na ONU seria um importante pilar para alcançar a paz na nossa região. É o momento de o Conselho de Segurança fazer justiça ao povo palestino", declarou Abu Amr.

"Aqueles que obstruem tal resultado não ajudam o processo de paz entre israelenses e palestinos", acrescentou o representante, dirigindo-se aos Estados Unidos, que devem usar o poder de veto contra a resolução.

Já o embaixador de Israel na ONU, Gilad Erdan, afirmou que o Conselho de Segurança está "descolado da realidade" pelo simples fato de "considerar uma resolução que propõe a admissão plena da Palestina".

"Se essa resolução passasse, este conselho não deveria mais ser conhecido como Conselho de Segurança, mas sim como conselho do terror", ressaltou.

A Palestina já é um membro "observador" da ONU desde 2012, mas ambiciona o título de membro pleno para participar das instâncias mais importantes das Nações Unidas. Na prática, isso também implicaria o reconhecimento internacional do Estado palestino.

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade