PUBLICIDADE

Inglês é fundamental para alavancar a carreira em TI

Área exige atualização constante dos profissionais, e maioria de qualificações e materiais se encontra nesse idioma

17 jun 2021 16h31
ver comentários
Publicidade

Atualmente saber inglês é importante para a carreira em todas as áreas profissionais, mas em tecnologia da informação (TI) isto se torna essencial. Isso porque nessa área o inglês sempre foi o idioma-padrão, sendo inclusive a base das próprias linguagens de programação. No entanto, segundo aponta a revista Computer World, há falta de mão de obra qualificada na área de TI no Brasil - e um dos motivos indiretos é a falta da proficiência em inglês.

Foto: Freepik / DINO

Conforme aponta a reportagem, a formação em TI no Brasil está em descompasso com a evolução do mercado internacional: "Os cursos de TI estão focados atualmente em tecnologias tradicionais e não dá tempo de um aluno se atualizar sobre um mercado que evolui tão rápido". Dessa forma, a atualização deverá acontecer por meio do intercâmbio internacional, mesmo que on-line, na língua inglesa, pois diversas certificações e qualificações específicas em tecnologia e computação são conduzidas nesse idioma.

Uma pesquisa recente da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) revela que a área de tecnologia é uma das mais aquecidas atualmente no país: até 2024, prevê-se a criação de aproximadamente 290 mil vagas. No caso da Cisco Systems, uma das maiores empresas do setor, os profissionais buscados devem, além de habilidades básicas e específicas (como serem qualificados em segurança cibernética), ter domínio de inglês.

De acordo com a tradicional escola de informática SOS Tecnologia e Educação, quem trabalha com TI deve estar sempre atualizado, pois as principais fontes de conhecimento do setor, "os manuais de novas versões das linguagens de programação (...), assim como os maiores fóruns de compartilhamento de conhecimento e os livros mais avançados sobre o assunto", encontram-se em língua inglesa. Portanto, sair do nível de inglês para iniciantes se torna fundamental para quem deseja se tornar realmente qualificado no setor.

Jeferson Rodrigues, profissional de TI de São Paulo, corrobora: "Inglês é a linguagem mundial. Além disso, é o idioma padrão para tudo aquilo que estudamos relacionados à tecnologia da informação. Portanto, saber ler e entender aquilo que você está buscando faz parte do aprendizado". Jeferson diz que em sua área, desenvolvimento de sistemas, a língua inglesa "é extensivamente aplicada. Tudo o que fazemos inclui esse idioma, principalmente as documentações das tecnologias que estudamos", diz ele. Sandro Toledo, que trabalha na área há mais de vinte anos e já atuou em multinacionais como Citibank, reforça: "No mínimo leitura é essencial, já que quase toda referência em TI é em inglês. Então não é nenhum diferencial, é uma necessidade básica".

Para Jeferson, quem quiser investir em uma carreira internacional deve de fato apostar em um curso completo de inglês, que permita ao profissional obter proficiência na língua. "O essencial nesse caso é ser fluente, e aprender outros idiomas talvez seja interessante também", ressalta.

Quem possui um bom conhecimento de inglês conseguirá, além disso, aumentar e muito seu campo de atuação no mercado - uma vez que poderá oferecer serviços ou consultoria a empresas fora do país, recebendo em dólar. A vantagem também se evidencia com o fato de que o inglês ajuda a ampliar a rede de contatos profissionais (network) dos especialistas em TI, em especial quando são utilizadas as plataformas internacionais do setor, tais como o Github e a Stackoverflow, onde a comunicação se dá prioritariamente na língua inglesa.

Entretanto, aprender inglês rápido e fácil parece um desafio para muitos. Há impedimentos como a falta de tempo em uma rotina já lotada de compromissos ou o fato de ainda não ser comum que as escolas ofereçam opções de aprendizado mais ágeis - em vez dos tradicionais cursos que podem levar até quatro anos. Algumas escolas de inglês, no entanto, perceberam essa lacuna - e, hoje, existem mais ofertas de cursos de inglês por imersão, em especial EAD (on-line). Em um curso imersivo, o aluno pode ir do básico ao avançado em apenas oito meses. É o que oferece, por exemplo, a EAC Personnalité: a escola, totalmente on-line, aposta em uma abordagem completamente personalizada, com aulas síncronas (em vez de gravadas) todos os dias.

"O sistema de imersão da EAC faz toda a diferença para aprender de verdade o inglês, foi meu melhor investimento", diz Carlos Oliveira, um ex-aluno. O método inclui não apenas o inglês comum, mas também o que é utilizado em áreas profissionais específicas, como TI e engenharia - o que potencializa as chances de qualificação na carreira.

Para saber mais:
EAC Personnalité
www.eacprime.com



Website:

http://www.eacprime.com
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade