PUBLICIDADE

Holanda detecta mais casos de varíola dos macacos, dizem autoridades de saúde

Mais de 100 casos de varíola dos macacos, uma infecção viral mais comum na África ocidental e central, foram relatados na Europa esta semana

21 mai 2022 - 15h08
(atualizado às 15h57)
Ver comentários
Sintomas são semelhantes aos da varíola erradicada desde 1980
Sintomas são semelhantes aos da varíola erradicada desde 1980
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

Autoridades de saúde holandesas anunciaram mais casos de varíola dos macacos neste sábado, 21, um dia após a confirmação do primeiro caso. Apesar do alerta, o Instituto Nacional de Saúde (RIVM, na sigla em inglês) não deu um número exato de casos.

"Encontramos vários pacientes na Holanda com varíola dos macacos", diz o comunicado do órgão, que prometeu divulgar mais informações após o fim de semana. 

Mais de 100 casos de varíola dos macacos, uma infecção viral mais comum na África ocidental e central, foram relatados na Europa esta semana. Autoridades alemãs descreveram o surto como o maior de todos os tempos na região.

A doença preocupa, mas, segundo especialistas, o vírus mais transmitido até então desencadeia a forma mais leve da doença e de baixa mortalidade. A varíola dos macacos dura de duas a quatro semanas, com manifestação dos sintomas de cinco a 21 dias após a infecção. 

Entre os sintomas dessa doença estão febre, dores de cabeça e nas costas, dores musculares, inchaço dos linfonodos e exaustão. Há também surgimento de erupções cutâneas após o período febril.

*Com informações de Redação Terra.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade