PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Guilherme Mazieiro

Receita suspende isenção fiscal que Bolsonaro deu a igrejas

Ato de Bolsonaro havia sido tomado a duas semanas do início das eleições, em gesto ao eleitorado evangélico

17 jan 2024 - 13h15
Compartilhar
Exibir comentários
Decisão da Receita Federal foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta, 17
Decisão da Receita Federal foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta, 17
Foto: Notícias de Mogi

O secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, suspendeu uma decisão do governo Jair Bolsonaro (PL) que isentava igrejas do pagamento de impostos e contribuições sociais sobre pagamentos a pastores.

Com a decisão de Barreirinhas, as igrejas e instituições vocacionais devem voltar a pagar os valores, que passam a ser considerados remuneração direta. A medida adotada no governo Bolsonaro considerava remuneração apenas parte dos pagamentos sobre aulas ou atividades laborais.

A medida do governo Bolsonaro havia sido oficializada a duas semanas do início das eleições, em gesto para os evangélicos, público alvo da campanha. A decisão de Barreirinhas é do dia 15 de janeiro e foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta, 17. O ato que ampliava a isenção está sob análise do Tribunal de Contas da União.

Fonte: Guilherme Mazieiro Guilherme Mazieiro é repórter e cobre política em Brasília (DF). Já trabalhou nas redações de O Estado de S. Paulo, EPTV/Globo Campinas, UOL e The Intercept Brasil. Formado em jornalismo na Puc-Campinas, com especialização em Gestão Pública e Governo na Unicamp. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra. 
Compartilhar
Publicidade
Publicidade