PUBLICIDADE

Guilherme Mazieiro

Grupo de elite da PF assume segurança do aeroporto de Porto Alegre, fechado há seis dias

Policiais do Comando de Operações Táticas assumiram a segurança do terminal e ajudam em resgastes e monitoramento no RS

8 mai 2024 - 12h22
Compartilhar
Exibir comentários
Policiais de elite da Polícia Federal assumiram segurança do aeroporto de Porto Alegre nesta quarta, 8
Policiais de elite da Polícia Federal assumiram segurança do aeroporto de Porto Alegre nesta quarta, 8
Foto: Divulgação/Polícia Federal

Policiais federais da elite da corporação, o Comando de Operações Táticas (COT), assumiram nesta quarta, 8, a segurança do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre. O terminal está inoperante desde sexta, 3, e ficará fechado por tempo indeterminado em razão da tragédia ambiental. O grupo especial de policiais chegou na noite desta terça, 7, à capital e apoia ações de patrulhamento e resgate pela cidade. A PF não informou o contingente da equipe que trabalha no local justificando razões de segurança.

Saiba como doar de maneira segura qualquer valor para o Rio Grande do Sul

A crisa que tirou milhares de pessoas de suas residências se agravou com a insegurança. Há relatos de saques em diferentes tipos de comércio, supermercados e residências.

Segundo informações da Polícia Federal, 350 servidores da corporação trabalham na operação utilizando botes e embarcações de resgate, helicóptero, drones, equipamentos de visão noturna e jet skis. Até o momento, a PF resgatou ao menos  2 mil pessoas desabrigadas e 600 animais nas regiões de Porto Alegre, Canoas e Eldorado do Sul na Operação Esperança.

Na tarde de ontem, a Defesa informou que havia resgatado 52 mil pessoas em todo estado. A tragédia deixou ao menos 95 mortos, 131 desaparecidos e 1,3 milhão de desabrigados, de acordo com informações da Defesa Civil divulgadas nesta terça.

Fonte: Guilherme Mazieiro Guilherme Mazieiro é repórter e cobre política em Brasília (DF). Já trabalhou nas redações de O Estado de S. Paulo, EPTV/Globo Campinas, UOL e The Intercept Brasil. Formado em jornalismo na Puc-Campinas, com especialização em Gestão Pública e Governo na Unicamp. As opiniões do colunista não representam a visão do Terra. 
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade