PUBLICIDADE

Futuro da contabilidade possuirá robôs no dia a dia

Especialistas apontam que o futuro da contabilidade irá potencializar cada vez mais o papel do contador para tarefas consultivas, explorando os aspectos humanos e de relacionamento, e utilizando tecnologias de automação como aliadas para as tarefas do dia a dia.

25 out 2021 15h34
ver comentários
Publicidade

Uma nova geração de robôs veio para ficar. Para alguns escritórios contábeis, a opção é lidar com os riscos e se já posicionar para o futuro. Já para outros, ainda há resistência e atraso na adoção de tecnologias.

Foto: Charles Deluvio / Unsplash / DINO

Com a tecnologia disponível hoje, os computadores já podem ver (visão computacional), podem ouvir e falar (processamento de linguagem natural), podem executar tarefas (automação de processos robóticos) e podem pensar e aprender (aprendizagem de máquina). Alguém pode se perguntar qual será o futuro da profissão do contador, que tradicionalmente precisa lidar com tarefas manuais e repetitivas no dia a dia, em uma era em que os softwares de automação podem fazer com mais rapidez e precisão, sem precisar dormir ou tirar licença médica, e sem se envolver com sindicatos e ações trabalhistas.

Em seu livro "Humans Need Not Apply: Um Guia para Riqueza e Trabalho na Era da Inteligência Artificial", o futurista e empresário de tecnologia Jerry Kaplan apresenta uma reflexão sobre os sinais de alerta do desemprego tecnológico que existem pela frente. "As duas grandes pragas do mundo desenvolvido moderno - desemprego persistente e crescente desigualdade de renda - assolam nossa sociedade, mesmo enquanto nossa economia continua a crescer. Se isso não for verificado, poderá ser testemunhado o espetáculo da pobreza generalizada em um cenário de crescente conforto e riqueza" (em tradução livre).

Para competir num mercado cada vez mais tecnológico, os escritórios contábeis estão utilizando tecnologia de automação inteligente para diminuir seus custos operacionais, aumentar o desenvolvimento e entrega de novos produtos e serviços e oferecer aos clientes uma experiência mais consultiva e moderna.

Em uma recente pesquisa global conduzida pela consultoria Gartner, quase 90% dos líderes de negócios indicaram que planejam implantar automação inteligente para ficar à frente de seus concorrentes. 42% dos CEOs indicaram que suas organizações já estão em uma jornada de transformação digital, com 56% indicando que obtiveram ganhos com a implementação da automação inteligente.

Todas as áreas de negócios de uma contabilidade são candidatas a processos mais inteligentes. Conciliação contábil, operações do Simples Nacional, cálculo de impostos retidos, emissão e controle de CNDs e DCTFs estão entre as atividades e procedimentos contábeis que a automação pode simplificar.

Tecnologia como o BI Contábil pode ajudar as empresas a aumentar seu valor, melhorando o serviço com o cliente e otimizando o suporte e atendimento. Enquanto contadores que usam processos manuais se esforçam para prosperar a longo prazo, os escritórios digitais usam tecnologia para ter maior produtividade e atender uma quantidade maior de clientes.

Com todas essas transformações, o que os contadores devem fazer? Segundo Gabriel Capano, CEO da HubCount, "Contabilidade não é só entregar obrigações acessórias, é você de fato entregar inteligência para a empresa". A HubCount é uma das startups que fornecem tecnologia para automação contábil em um momento de profunda transformação digital do setor. "Os contadores precisam entender que a profissão está mudando, saindo daquela ideia do contador visto como um custo, para um contador estratégico, que gera relatórios, faz análises e auxilia na tomada de decisão estratégica das empresas.

O futuro da contabilidade é incerto, mas uma possibilidade de quem ganhando espaço é o de potencializar cada vez mais o papel do contador para tarefas consultivas, explorando os aspectos humanos e de relacionamento, fortalecendo o contador como um aliado estratégico para o negócio, um elo essencial entre as informações contábeis e o plano estratégico da empresa. Para isso, as tarefas monótonas que são feitas pelo contador podem ser automatizadas e feitas com mais agilidade e confiança através de soluções tecnológicas. O interesse na internet por "contabilidade consultiva", segundo dados do Google Trends, começou a surgir a partir de 2018 e não parou mais. 

E o escritório de contabilidade ainda não utiliza automação? Uma nova geração de contabilidades com serviços digitais, as chamadas "contabilidades online", conseguem atender em escala, utilizam tecnologia de automação e até aplicativos para melhorar a interação com os clientes. É o caso de empresas como AccountTech, Contabilizei, Razonet, entre outras. "Aos poucos as empresas que não possuem tecnologia tendem a perder espaço em um mercado com concorrentes oferecendo serviços cada vez mais modernos e atrativos", diz Capano.



Website:

https://www.hubcount.com.br
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade