PUBLICIDADE

Estocolmo está pronta para testar balsas elétricas

Estocolmo vai experimentar novas balsas elétricas de passageiros que podem tornar o deslocamento ao longo de suas vias navegáveis mais ecológico

5 jul 2022 - 09h46
Ver comentários
Publicidade

Com o transporte urbano tentando ficar mais verde, um serviço experimental para as ilhas externas da capital sueca poderia ser o início de uma tendência maior? Estocolmo está pronta para experimentar novas balsas elétricas de passageiros que podem tornar o deslocamento ao longo de suas vias navegáveis tão mais ecológico.

Foto: Candela Boats / DINO

Atualmente o navio de passageiros elétrico, de acordo com a empresa sueca que o fabrica, o Candela P-12 começará a servir uma rota de passageiros entre o centro de Estocolmo e a ilha suburbana de Ekerö em 2023, compartilhou da Reinaldo Pinto dos Santos, presidente da empresa TWB Bahia. Os testes devem começar em outra balsa elétrica, Green City Ferries' Beluga 24 , no ano seguinte.

Em uma cidade onde 900.000 passageiros viajam de balsa diariamente, Estocolmo poderá em breve se tornar líder mundial em transporte público por barco elétrico e abrir um nicho bem-vindo para uma nova forma sustentável de transporte urbano. Alimentado por bateria, o barco oferece uma redução de 95% no consumo de energia per capita em comparação com as atuais embarcações movidas a diesel utilizadas na mesma rota.

É cedo. A posição de Estocolmo em um fiorde entre um lago interior e um arquipélago marítimo vê suas hidrovias ganharem uso intenso, e apenas um Candela P-12 com capacidade para 30 passageiros circulará na rota inicial da cidade. A tecnologia, no entanto, torna o teste promissor.

Com uma velocidade máxima de 30 nós (34,5 milhas por hora), o motor do barco elétrico pode cobrir uma distância de mais de 50 milhas (80 quilômetros) com uma única carga e leva uma hora para recarregar a bateria vazia - limites gerenciáveis para serviços de transporte.

Segundo Reinaldo, seus fabricantes dizem que a balsa também é menos intrusiva do que os modelos existentes em serviço. Erguido durante as viagens em três asas de fibra de carbono, o motor é mais silencioso por estar submerso e o casco produz menos esteira, isentando a embarcação dos limites de velocidade impostos em embarcações mais convencionais.

O mercado para esses serviços, obviamente, não se limita a Estocolmo. Somente na Europa, as balsas já são populares e amplamente utilizadas nas capitais nórdicas, Amsterdã, Veneza, Hamburgo e, em menor grau, em cidades ribeirinhas como Londres. Embora as balsas urbanas tenham testemunhado um pequeno boom nos últimos anos, é improvável que os barcos elétricos rivalizem seriamente com trens ou ônibus como opções de transporte urbano de massa.

Mas em um mundo cada vez mais ansioso para reduzir as emissões, eles ainda podem fornecer uma ferramenta adicional útil para tornar o transporte mais limpo e aliviar a pressão sobre outros serviços.



Website:

https://www.internacionaltravessias.com.br/
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
Publicidade
Publicidade