8 eventos ao vivo

Votarei nulo, contra o PSL e contra o PT, diz Eduardo Jorge

Vice-candidato à Presidência na chapa de Marina Silva (Rede), o representante do PV anunciou decisão através do Facebook

24 out 2018
10h50
atualizado às 11h18
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Vice de Marina Silva (Rede) na disputa presidencial deste ano, Eduardo Jorge (PV) anunciou nesta quarta-feira, 24, que votará nulo no segundo turno para presidente nas eleições 2018. "Prefiro apostar que teremos capacidade de recuperar a simpatia dos cidadãos mais moderados, mais sensatos que foram capturados pelos dois lados desta detestável polarização. Sim. Votarei nulo, contra o PSL e contra o PT", escreveu no Facebook.

Jorge ponderou que nas eleições de 2010 e 2014 o segundo turno foi entre dois partidos de orientação socialista. "Um socialista mais radical e outro socialdemocrata bem moderado. Escolhi votar no segundo pois avaliei virtudes e defeitos de ambos e ele me pareceu menos distante do que eu pensava na época".

O vice de Marina Silva (Rede) na disputa presidencial deste ano, Eduardo Jorge (PV)
O vice de Marina Silva (Rede) na disputa presidencial deste ano, Eduardo Jorge (PV)
Foto: Ale Silva / Futura Press

Em 2018, entretanto, o quadro teria mudado e as propostas de centro-direita, centro e centro-esquerda "foram esmagadas pelas ondas de polarização extremadas de direita e de esquerda. Tanto o PSL quanto o PT são comandados por núcleos políticos radicais e com tendências autoritárias", ponderou.

O vice de Marina não poupou críticas aos dois lados da disputa e disse que o PSL é um "um verdadeiro almanaque de ideias reacionárias", enquanto o núcleo dirigente do PT "é uma indigesta salada de ideias marxistas-leninistas que foram motivo de sofrimentos brutais para países nos século XX e XXI".

"Não. Eu não sou obrigado a escolher um deles. Não acredito nas suas propostas, promessas e malabarismos de última hora. Prefiro optar por minha consciência que tem procurado se orientar pelo valor básico da democracia", defendeu.

Veja também:

Eleições 2018: mídias de urnas já foram geradas e distribuição começa ser feita

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade