PUBLICIDADE

Aécio precisa aprender a respeitar mulheres, afirma Dilma

Presidente comentou processo do tucano contra vídeo de campanha do PT que explora falas do senador em debates

19 out 2014
19h14 atualizado às 22h00
0comentários
19h14 atualizado às 22h00
Publicidade
<p>O comportamento não foi comigo apenas. Da mesma coisa que ele acusou a candidata Luciana Genro (Psol), disse Dilma</p>
O comportamento não foi comigo apenas. Da mesma coisa que ele acusou a candidata Luciana Genro (Psol), disse Dilma
Foto: Assessoria / Divulgação

A presidente da República e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff disse neste domingo que seu adversário, Aécio Neves (PSDB), “precisa aprender a respeitar as mulheres”. Ao ser questionada sobre um processo movido pelo tucano contra a campanha da petista, a mandatária disse que o senador mineiro “se processa” pela sua postura em debates eleitorais.

“O comportamento não foi comigo apenas. Da mesma coisa que ele acusou a candidata Luciana Genro (Psol, derrotada no primeiro turno), ele acusou do mesmo jeito. Nós mostramos uma realidade. Uma acusação grave para a mulher. Ele nos chamou de leviana. É disso que ele está querendo nos processar? Ele se processa a si mesmo. Ele tem de aprender a respeitar as mulheres”, disse a presidente em um entrevista para a imprensa em um hotel de São Paulo, onde está hospedada.

Ontem, a campanha de Aécio informou que decidiu processar sua rival por injúria e difamação, devido a um comercial da campanha petista que mostra o tucano com dificuldades de respeitar as mulheres. 

O vídeo mostra o senador chamando ambas as candidatas de "leviana", com o dedo em riste.

Dilma comenta apoio da "The Economist" a Aécio:

Debate da Record
Perguntada se o debate desta noite, na TV Record, terá “baixarias” e troca de acusações, Dilma Rousseff disse que tenta apresentar propostas, mas considerou “impossível” não responder ao que chamou de “agressões, preconceitos e desrespeitos”.

“A gente sempre diz, quando um não quer, dois não brigam. Agora é impossível escutar agressões, preconceitos e desrespeitos sem responder. É impossível. Principalmente em um quadro eleitoral", disse Dilma. "Acredito que seria muito importante que a gente discutisse e debatesse”.

Veja o cenário eleitoral nos estados Veja o cenário eleitoral nos estados

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade