PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Checamos o debate presidencial Band/UOL/Folha/Cultura

29 ago 2022 - 00h03
(atualizado às 01h23)
Compartilhar
Exibir comentários
Debate é marcado por troca de farpas, ataques às mulheres e candidatos exaltados
Debate é marcado por troca de farpas, ataques às mulheres e candidatos exaltados
Foto: Renato Pizzutto/Band

Seis candidatos à Presidência da República participam neste domingo (28) do debate Band/UOL/Folha/Cultura. Aos Fatos checa em tempo real as declarações de Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PL), Luiz Felipe D'Avila (Novo), Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (União Brasil).

As checagens são publicadas à medida que as apurações, conduzidas por repórteres e editores, ficam prontas. A reportagem pode ser modificada nas horas seguintes ao programa para a inclusão e atualização de informações. Aos Fatos está aberto a contestações das assessorias dos candidatos e registrará o outro lado caso necessário.

A transcrição do debate é feita automaticamente pela ferramenta Escriba. Erros de digitação e pontuação são comuns nesse tipo de tecnologia. Aos Fatos estará fazendo correções e atualizando formatações durante a cobertura em tempo real do programa e nas horas seguintes. 

Selo falso

A economia brasileira está estagnada há mais de 20 anos. [Felipe D'Ávila]

Não é verdade que a economia brasileira está há mais de 20 anos estagnada, como afirma o candidato. Segundo o Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Fundação Getúlio Vargas), a economia brasileira cresceu 51% no período de 2001 a 2019, e o PIB per capita cresceu 24%. Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que, entre 1991 e 2021, o PIB (Produto Interno Bruto), principal indicador de crescimento da economia, registrou percentuais negativos em cinco anos: 1992, 2009, 2015, 2016 e 2020. Se for considerado apenas o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), o PIB cresceu 1,2% em 2019, sofreu queda de 4,1% em 2020 e voltou a crescer em 2021, em 4,6%. O pior período do ponto de vista de crescimento econômico no Brasil ocorreu em 1981 e 1990, quando o país sofreu os efeitos da crise da dívida externa e da alta inflação.

Selo falso

Assumi a Presidência e escolhi meus ministros pelos critérios técnicos, sem ingerência política. [Jair Bolsonaro]

Repetida por Bolsonaro ao menos 65 vezes desde o início do seu governo, a declaração é FALSA. Além de membros da sua gestão terem sido escolhidos por critérios políticos, nem todos eram formados ou tinham experiência na área de atuação da pasta que comandaram. Gilson Machado (PL-PE), ministro do Turismo até março deste ano, é veterinário e produtor rural, e o seu maior vínculo com o setor turístico era o fato de ser proprietário de pousada em Alagoas. João Roma (PL-BA), que chefiou o Ministério da Cidadania também até março, é deputado federal e foi alçado ao cargo após um acordo com o Republicanos, seu então partido. Já Eduardo Pazuello (PL-RJ), que comandou o ministério da Saúde entre maio de 2020 e março de 2021, era general do Exército e atuava na área logística.

Selo falso

E o respeito não falta da minha parte. De outra parte, que alguns se manifestam contrário a minha pessoa. [Jair Bolsonaro]

A declaração é falsa porque, em diferentes momentos, Bolsonaro usou palavrões para se referir a ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e falseou informações sobre integrantes da corte. Durante a manifestação do 7 de Setembro de 2021, o presidente chamou o ministro Alexandre de Moraes de “canalha”. No dia 6 de agosto de 2021, se referiu ao ministro Luís Roberto Barroso como “filho da puta”. Além de xingar o magistrado, Bolsonaro também já espalhou mentiras sobre Barroso, como a de que ele seria favorável à redução da pena em caso de estupro de vulnerável. Em outubro de 2019, Bolsonaro publicou em suas redes sociais um vídeo em que retratava os ministros do STF, sem menção específica a qualquer um deles, como hienas.

Selo não é bem assim

Porque o Ceará tem hoje a melhor educação pública do Brasil. [Ciro Gomes]

O candidato é impreciso em sua declaração, porque dados do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) de 2019, os mais recentes disponíveis, mostram que o Ceará possui o melhor Ideb do sistema público em apenas uma das duas faixas etárias pesquisadas pelo órgão. Com 5,2, o Ceará ocupa a primeira colocação do Ideb entre alunos do nono ano. Em relação aos resultados verificados do 5º ano, o estado aparece na terceira colocação (6,3), atrás de São Paulo (6,5) e Paraná (6,4). Já em relação à faixa do terceiro ano do ensino médio, as estatísticas de desempenho ficam a cargo dos estados e indicam que o Ceará ocupa a sexta posição, com índice de 4,2. Estão à frente Goiás (4,7), Espírito Santo (4,6), Paraná (4,4) Pernambuco (4,4), São Paulo (4,3).

Selo falso

A Petrobras, ao longo de 14 anos de PT, se endividou em torno de R$ 900 bilhões. [Jair Bolsonaro]

A declaração é FALSA. De acordo com as demonstrações financeiras da Petrobras, a dívida bruta da companhia em 31 de dezembro de 2015, último ano completo do governo de Dilma Rousseff (PT), era de R$ 492,8 bilhões. Essa cifra, corrigida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), ficaria atualmente em R$ 681,4 bilhões. Em 2003, os resultados divulgados pela Petrobras à Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) indicavam um endividamento total de R$ 63,791 bilhões (R$ 176 bilhões, corrigidos). Essa diferença, portanto, é de R$ 429,058 bilhões em valores nominais e de R$ 505,4 bilhões se considerada a correção pela inflação, valor muito menor que o citado pelo candidato.

Selo verdadeiro

[meu governo foi marcado] pela maior geração de emprego [Luiz Inácio Lula da Silva]

Em 2002, último ano do governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o Brasil tinha um total de 28,7 milhões de empregos formais (com carteira assinada). Em 2010, ao deixar o governo, esse saldo havia crescido para 44,1 milhões, aumento de 15,4 milhões de vagas com carteira assinada, a maior evolução registrada desde o início da série histórica da Rais (Relação Anual de Informações Sociais), relatório do Ministério do Trabalho e Previdência produzido a partir de informações das empresas, em 1985.

Selo falso

O menor desmatamento da Amazônia foi feito no meu governo, dos acordos que nós fizemos. [Luiz Inácio Lula da Silva]

Na verdade, a menor taxa de desmatamento da Amazônia foi registrada em 2012, durante o governo de Dilma Rousseff (PT), quando foram degradados 4,6 mil km quadrados, de acordo com os dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Selo não é bem assim

E foi exatamente no meu governo que nós fizemos com que o país, que não tinha o fluxo comercial se quer de US$ 100 bilhões ultrapassasse US$ 500 bilhões de comércio no exterior. [Luiz Inácio Lula da Silva]

O fluxo comercial (total de exportações e importações) do Brasil de fato chegou a US$ 492 bilhões em 2011, primeiro ano do governo Dilma Rousseff (PT), próximo aos US$ 500 bilhões citados por Lula. Porém, esse montante começou a cair ainda durante os governos petistas. Segundo os dados do ITC (Centro de Comércio Internacional), em 2015, último ano completo do governo Dilma Rousseff — afastada da Presidência pelo processo de impeachment em maio de 2016 —, o fluxo comercial havia caído para cerca de US$ 363 bilhões. Em 2010, último ano do governo Lula, a soma das importações e exportações era de US$ 394 bilhões. No início de 2003, primeiro ano do mandato de Lula, o fluxo comercial era de US$ 125 bilhões.

Selo não é bem assim

Agora, mesmo assim, a inflação do Brasil é uma das menores do mundo, menor até do que nos Estados Unidos.[Jair Bolsonaro]

Ainda que tenha registrado deflação de -0,68% no mês de julho, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Brasil ainda tem a quarta maior inflação acumulada nos últimos 12 meses entre os países do G20, as 20 maiores economias do mundo. Com o avanço de 10,07% nos preços nesse período, com base nos dados de julho, o país perde só para Rússia (15,1%), Argentina (71%) e Turquia (79,6%). Já os EUA registram inflação de 8,5% em 12 meses e não registraram alta ou queda no índice de preços em julho.

Selo falso

Ou seja, nós atendemos aos mais necessitados. Foi o meu governo que negociou o ano passado passar em média 190 o valor do Bolsa Família para no mínimo 400 reais. Foi o meu governo, contra o voto do PT na Câmara. [Jair Bolsonaro]

Bolsonaro afirma que o PT teria votado contra o Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família que paga benefícios de R$ 400, mas isso não é verdade. O programa foi instituído em agosto de 2021, por meio da Medida Provisória 1.061, com efeito imediato. Em novembro daquele ano, o texto da MP foi referendado no Congresso, e o PT orientou suas bancadas na Câmara e no Senado pela aprovação. Os deputados do partido votaram contra a PEC dos Precatórios, proposta que abriu brechas no Orçamento para o pagamento do Auxílio Brasil, mas a maioria da bancada do Senado foi favorável à medida.

Selo não é bem assim

A senhora [Tebet] falou uma frase lá na CPI, o seguinte, frase tua: ‘Não é porque houve malversação de dinheiro público que devemos investigar’ [Jair Bolsonaro]

Bolsonaro distorce uma fala da senadora e candidata do MDB feita no dia 4 de maio de 2021 na CPI da Covid-19. Na ocasião, ela defendia que, segundo o regimento do Senado, governadores só poderiam ser investigados na comissão se indícios apontassem envolvimento de autoridades da União. “Não é porque o recurso é federal e foi repassado para estados e houve malversação do dinheiro público que ele [governador] pode ou deve ser investigado por esta comissão — isso é uma atribuição, uma decisão, obviamente, colegiada do plenário —, mas, única e exclusivamente, de acordo com a Constituição, se os recursos federais, quando repassados e mal utilizados, tiverem de alguma forma autoridade federal envolvida. Mas essa é uma questão que vai ser decidida pelos membros desta comissão”, disse a senadora. Este entendimento foi confirmado pela ministra do STF (Supremo Tribunal Federal) Rosa Weber, que suspendeu a convocação de governadores à CPI.

Selo falso

60 de cada 100 alunos do ensino médio do Ceará já estão em tempo integral. [Ciro Gomes]

O Censo Escolar 2021 do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), último dado disponível, aponta que 33,2% dos alunos de ensino médio matriculados na rede pública do Ceará estudam em tempo integral, e não 60%.

Selo verdadeiro

Ou seja, o Brasil rompeu o acordo que tinha com a Alemanha e com a Noruega. [Luiz Inácio Lula da Silva]

Lula se referiu ao Fundo Amazônia, criado em 2008 para fomentar iniciativas para proteção da floresta que recebeu recursos dos governos da Alemanha e da Noruega. Em agosto de 2019, o Ministério do Meio Ambiente suspendeu o fundo após os dois países terem bloqueado o dinheiro destinado. Na época, a Noruega afirmou que o Brasil rompeu o acordo ao suspender o conselho de administração e o comitê técnico do fundo. A Alemanha afirmou acreditar que o Brasil não tinha mais disposição para reduzir impactos ambientais.

Selo falso

Sancionei mais de 60 leis em defesa das mulheres. [Jair Bolsonaro]

É FALSO que o governo Bolsonaro tenha sancionado mais de 60 leis voltadas para o benefício das mulheres. Em levantamento no DOU (Diário Oficial da União), Aos Fatos encontrou 41 normas direcionadas à população feminina desde janeiro de 2019. Nenhuma delas foi proposta pelo Poder Executivo e 21 foram apresentadas durante a atual legislatura, sendo sete de autoria de parlamentares que compõem a base do governo.

Selo não é bem assim

Lá atrás, quando se conseguia emprego, perdia o Bolsa Família. [Jair Bolsonaro]

O beneficiário do Bolsa Família que conseguia emprego com carteira assinada não necessariamente perdia o direito ao programa social. O principal critério para a manutenção dos pagamentos era a renda mensal familiar por pessoa, valor obtido pela divisão da renda total do domicílio pelo número de integrantes da família. Caso essa renda fosse maior que o valor estipulado anualmente pelo governo federal, mas não superior a meio salário mínimo, o beneficiário poderia manter os pagamentos por mais dois anos.

Selo verdadeiro

Em 2018, eu fui eleita sem nenhum centavo de dinheiro público. [Soraya Thronicke]

Na campanha em que foi eleita senadora pelo Mato Grosso do Sul, em 2018, Soraya Thronicke teve uma receita líquida de R$ 76 mil, recebidos de doações de pessoas físicas e financiamento coletivo, de acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Não há, na base de dados, indicação de que ela tenha recebido doação de partidos ou do Fundo Partidário.

Selo verdadeiro

Na mesma função, com a mesma atividade, com a mesma profissão, com a mesma competência, ganharmos até 20% menos. [Simone Tebet]

Um levantamento da consultoria IDados mostra que as mulheres ganharam, em média, 20,5% menos do que os homens no quarto trimestre de 2021, mesmo com perfil equivalente de escolaridade, cor e idade e atuando na mesma ocupação. O estudo é baseado na Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e foi divulgado em março deste ano.

Selo falso

União Brasil é o maior partido do Brasil. [Soraya Thronicke]

O maior partido do Brasil é o MDB, com 2.131.401 filiados, segundo dados do TSE de julho de 2022, os últimos disponíveis. O PT é o segundo, com 1.631.485 integrantes. O União Brasil possui 1.083.080 filiações. Com 51 deputados, a sigla de Soraya Thronicke também não tem a maior bancada da Câmara, posto que pertence ao PL, com 77. O União Brasil é o partido que recebe a maior fatia do fundo eleitoral, R$ 782,5 milhões, porque a divisão se baseia no número de deputados e senadores eleitos em 2018 e desconsidera as mudanças subsequentes nas bancadas. O partido deriva da fusão entre DEM e PSL.

Selo falso

Porque hoje as Santas Casas e as filantrópicas atendem 60% das cirurgias e das médias e altas complexidades, ou seja, dos casos mais complicados de saúde da população pobre. Sabe o que eu ouvi de lá.[Simone Tebet]

De acordo com dados do DataSUS de junho de 2022, os últimos disponíveis, o Sistema Único de Saúde realizou naquele mês 946.839 procedimentos cirúrgicos de média e alta complexidade. Desses, 405.022, ou 42,8%, ocorreram em entidades sem fins lucrativos, e 483.347 (51,04%) na rede pública. Se considerados os dados do último ano, a proporção pouco se altera: entre julho de 2021 e junho de 2022, foram 4.694.514 procedimentos aprovados, 2.059.832 (43,87%) em entidades sem fins lucrativos.

Referências:

1. IBGE

2. FGV

3. Valor

4. BBC Brasil

5. Poder360

6. G1

7. Inep

8. Petrobras

9. Bovespa

10. Ministério do Turismo

11. Inpe

12. Aos Fatos

13. ITC

14. Câmara

15. Câmara

16. Aos Fatos

17. Agência Senado

18. Inep

19. DN

20. G1

21. Valor

22. Aos Fatos

23. Ministério do Desenvolvimento Social

24. Governo Federal

Aos Fatos
Compartilhar
Publicidade
Publicidade