PUBLICIDADE

Castro provoca Freixo sobre segurança pública: "Não pode ser frouxo"

Candidato do PSB não deixou barato e rebateu: "Para cuidar da segurança pública, não pode ser bandido"

17 set 2022 - 19h34
(atualizado em 18/9/2022 às 10h44)
Compartilhar
Exibir comentários
Claudio Castro
Claudio Castro
Foto: Rodrigo Cabelli/ SBT RJ

O governador Cláudio Castro (PL) provocou o candidato Marcelo Freixo (PSB), durante debate no SBT, promovido pela emissora em parceria com o Terra, Nova Brasil, Estadão e Veja, neste sábado, 17. Ao fazer um trocadilho com o nome do segundo colocado nas pesquisas de intenção de votos, Castro afirmou: "Para cuidar da segurança não pode ser frouxo".

A provocação foi feita durante réplica a uma pergunta para Freixo, no primeiro bloco do debate. Na tréplica, Freixo não deixou barato.

"Para cuidar da segurança não pode ser bandido", acrescentou, em referência aos últimos casos de corrupção do governador, que assumiu o cargo após impeachment de Wilson Witzel, quem era vice. 

Combate às milícias

Em seguida, questionado pelo jornalista Silvio Barsetti, do Terra sobre combate às milícias, Castro destacou entregas à polícia.

"Quando assumi, tinha o terceiro pior salário do Brasil, a polícia sucateada; eram 13 bases, hoje são 42. Entreguei o maior centro de treinamento policial do Brasil; entreguei um prédio para investigação e inteligência. Estamos equipando a polícia, e é assim que vamos conseguir combater o crime organizado", disse.

Freixo, escolhido para comentar a resposta, destacou sua atuação como presidente da CPI das Milícias, em 2008. 

"Relatório divulgado pelo instituto Fogo Cruzado destacam que só houve um momento em que as milícias foram fragilizadas: no momento da CPI que eu presidi. No momento que a milícia mais avançou foi nos últimos anos, no atual governo", afirmou. 

Assista ao debate do RJ na íntegra:

1º bloco do debate para o governo do Rio de Janeiro:
2º bloco do debate para o governo do Rio de Janeiro:
3º bloco do debate para o governo do Rio de Janeiro:
4º bloco do debate para o governo do Rio de Janeiro:
Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade