0

Candidata à reeleição, Cida Borghetti (PP) terá um terço do tempo de TV no Paraná

Dez candidatos disputarão o governo paranaense e 16 se postulam ao Senado

9 ago 2018
12h41
  • separator
  • comentários

CURITIBA - Com a confirmação de Coronel Malucelli (PMN) como vice em sua chapa, a governadora do Paraná e candidata à reeleição, Cida Borghetti (PP), foi a última postulante ao Palácio do Iguaçu a completar sua coligação no Estado. Cida terá o ex-governador Beto Richa (PSDB), do qual foi sucessora, e o deputado federal Alex Canziani(PTB) como candidatos ao Senado em sua chapa. Ao todo, a governadora reúne oito partidos na chapa (PP, PSDB, PSB, DEM, PROS, PTB, PMB, PMN), o que garante a ela o maior tempo de propaganda eleitoral gratuita entre os postulantes ao Iguaçu: cerca de 3 minutos, aproximadamente um terço do tempo total de TV destinado aos candidatos ao governo.

O registro dos documentos na Justiça Eleitoral ocorreu nesta segunda-feira, 6. Ao todo, 10 candidatos disputarão o governo do Paraná e 16 se postulam ao Senado pelo Estado.

O deputado estadual Ratinho Junior, candidato do PSD ao governo paranaense, anunciou o empresário Darci Piana (PSD) como vice. Ratinho também fechou coligação com o Podemos, do senador paranaense e candidato à Presidência da República Alvaro Dias, e apoiará Professor Oriovisto (Podemos) ao Senado. A segunda vaga é de Renan da Mata (PSC). Com nove partidos ao seu lado (PSD, PSC, PV, PR, PHS, Avante, PRB, PPS, Podemos), Ratinho garantirá pouco mais de 2 minutos de tempo na TV.

Depois que Osmar Dias (PDT) decidiu não concorrer nas eleições de 2018, o partido dele se uniu ao MDB, apoiando a candidatura ao governo do deputado federal João Arruda (MDB). Como vice, Arruda terá a professora Eliana Cortez da Silva (MDB), presidente da Câmara de Ribeirão Claro, Norte do Paraná. O ex-deputado federal Nelton Friedrich (PDT) será candidato ao Senado ao lado do senador Roberto Requião (MDB), que busca a reeleição. O Solidariedade e o PCdoB também fazem parte da chapa encabeçada pelo MDB, garantindo ao menos 1 minuto e 30 segundos na TV.

O PCdoB vinha flertando com o PT no Estado e chegou a lançar pré-candidato próprio ao governo. O partido optou, porém, por uma chapa pura, com Dr. Rosinha como postulante ao governo, Anaterra Viana, secretária de Política para Mulheres do PT do Paraná, como vice e a ex-prefeita de Curitiba Miriam Gonçalvesao Senado. O PT não lançou o segundo candidato a senador porque deverá apoiar informalmente o emedebista Requião. Por ter a maior bancada no Congresso, o PT terá quase 1 minuto e 30 segundos de programa eleitoral.

Nanicos

Para garantir palanque ao presidenciável Jair Bolsonaro, o PSL lançou o jornalista e advogado Ogier Buchi ao governo do Paraná e o médico Caxias Ribas (Patriota) como vice. O deputado federal Delegado Francischini (PSL) desistiu da candidatura ao Senado e vai disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná "para ajudar na eleição de uma grande bancada de direita", segundo o partido. Ana Barroso (PSL) e Roselaine Ferreira (Patriota) serão candidatas ao Senado na chapa, que conta também com o PTC, somando em torno de 12 segundos na TV.

Com quase o mesmo tempo na propaganda eleitoral gratuita, o PSOL registrou coligação com o PCB, lançando Professor Piva(PSOL) ao governo e Fernanda Camargo (PSOL) de vice. Como postulantes ao Senado, o partido anunciou o servidor público Rodrigo Tomazini (PSOL) e a socióloga Jacqueline Parmigiani (PSOL).

O ex-vereador de Curitiba Jorge Bernardi(Rede) já havia anunciado a candidatura ao governo com Juliano Murbach (PPL) como vice. Ao Senado, a chapa, formada também pelo DC, e com 10 segundos na TV, lançou Flavio Arns (Rede) e Luiz Adão (DC).

O empresárioGeonísio Marinho (PRTB) confirmou Eliceu Palmonari (PRTB) como seu vice na chapa ao governo, com Rodrigo Reis (PRTB) e José Maria Boni (PRTB) ao Senado. O partido formou coligação com o PRP e terá aproximadamente 12 segundos na televisão.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade