0

Lula chega a 39% no Datafolha; sem ele, Bolsonaro lidera

Petista tem mais que o dobro que o deputado do PSL, que aparece com 19%

22 ago 2018
03h00
atualizado às 07h24
  • separator
  • 0
  • comentários

Pesquisa Datafolha divulgada na madrugada desta quarta-feira (22) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) subiu para 39% das intenções de votos, 20 pontos porcentuais a mais que o deputado Jair Bolsonaro (PSL), na segunda posição, com 19%. Em seguida, aparecem Marina Silva (Rede, 8%), Geraldo Alckmin (PSDB, 6%) e Ciro Gomes (PDT, 5%). No cenário em que Lula é excluído da corrida, Bolsonaro lidera a disputa pela Presidência com 22%. Marina Silva (Rede), com 16%, vem em segundo.

Lula é o candidato do PT à Presidência, mesmo preso em Curitiba desde abril
Lula é o candidato do PT à Presidência, mesmo preso em Curitiba desde abril
Foto: Victor Moriyama / Getty Images

Lula é o candidato oficial do PT, mas o próprio partido já prepara sua substituição pelo ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, já que o ex-presidente pode ser declarado inelegível a qualquer momento. Ele foi condenado por corrupção e lavagem de dinheiro e está preso desde o dia 7 de abril.

No cenário sem Lula, Haddad tem apenas um décimo das intenções de voto do principal líder petista: 4%. O ex-prefeito aparece empatado com o candidato do Podemos, Alvaro Dias, que também tem 4%, e atrás de Alckmin (9%) e Ciro Gomes (10%).

Os números do Datafolha são semelhantes ao da pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada na segunda-feira (20).

Para medir o impacto da eventual substituição do ex-presidente na chapa petista, o Datafolha perguntou aos entrevistados: "O apoio de Lula levaria você a escolher um candidato?" A maior parte (48%) respondeu que não votaria nessa pessoa. Outros 31%, porém, afirmaram que com certeza optariam pelo candidato apoiado pelo petista, e 18% disseram que "talvez" votassem.

No quesito rejeição, Bolsonaro é líder: 39% dizem que nunca votariam nele. A seguir aparecem Lula (34%), Alckmin (26%), Marina (25%) e Ciro (23%).

O Datafolha ouviu 8.433 eleitores entre os dias 20 e 21 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo BR 04023/2018.

Veja também

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade