Vestibular da Fuvest terá pela primeira vez prova impressa em cores 

Sistema de reconhecimento facial substitui a coleta da impressão digital, aumentando o controle de segurança do exame, além de agilizar a identificação dos candidatos

30 out 2019
13h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O vestibular da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), responsável pelo processo seletivo da Universidade de São Paulo, deste ano terá pela primeira vez figuras, mapas, gráficos e outras imagens coloridas. Segundo a instituição, o objetivo é facilitar visualmente o exame para o candidato. Também haverá o detector de metais, novidade apresentada nas últimas edições.

Para agilizar a identificação dos inscritos e aumentar o controle de segurança do exame, será feito o reconhecimento facial no lugar da coleta da impressão digital.

A imagem enviada no dia da inscrição será comparada digitalmente com as fotos coletadas pela instituição nos dias de prova por meio de um aplicativo desenvolvido especialmente para a fundação.

Primeira fase

  • 24 de novembro

Segunda fase

  • 5 e 6 de janeiro

Para 2020, a USP oferece 11.147 vagas em 106 carreiras de graduação. Do total, 8.317 são destinadas à seleção pelo Concurso Vestibular Fuvest 2020, enquanto 2.830 vagas são voltadas para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Outras 113 vagas são reservadas para estudantes brasileiros participantes de competições do conhecimento. A seleção é feita de acordo com um sistema de pontuação que tem como base a medalha obtida pelo aluno na competição.

Veja também:

China responderá a sanções dos EUA
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade