MEC pede mudança no horário de verão por causa do Enem

Ministro solicitou ao presidente Michel Temer para que os relógios só sejam adiantados depois do dia 11 de novembro

26 set 2018
16h23
atualizado às 16h56
  • separator
  • comentários

O ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, solicitou ao presidente Michel Temer para que adie o início do horário de verão por conta do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O primeiro domingo de provas, 4 de novembro, é o mesmo em que os relógios devem ser adiantados em uma hora, em parte do País. A Presidência da República ainda não respondeu ao pedido.

Um decreto de dezembro do ano passado definiu o início do horário de verão no primeiro domingo de novembro. Antes do decreto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) havia solicitado que a mudança não coincidisse com o segundo turno das eleições deste ano, marcado para 28 de outubro.

Rossieli Soares da Silva
Rossieli Soares da Silva
Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil

As datas das provas do Enem foram definidas em edital em março deste ano para os dias 4 e 11 de novembro.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela prova, ao se dar conta da coincidência das datas, solicitou ao Ministério da Educação (MEC) para que pedir a alteração do início do horário de verão.

Alterar as datas das provas acarretaria em um aumento de custos e não haveria tempo hábil para remontar a logística, que envolve o aluguel de salas, transporte para escoar as provas e a contratação de pessoas para atuar na aplicação do exame. Eles também temem que alunos possam perder o exame caso ocorra no mesmo dia da mudança dos relógios.

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade