PUBLICIDADE

'Enem dos Concursos' será adiado devido às chuvas no Sul?

Prova está prevista para o próximo domingo, 5; governo gaúcho afirma que nível dos rios deve continuar a subir neste final de semana

3 mai 2024 - 09h50
(atualizado às 12h10)
Compartilhar
Exibir comentários
Vista de drone mostra casas em área alagada próxima ao rio Taquari durante fortes chuvas na cidade de Encantado, no Rio Grande do Sul
Vista de drone mostra casas em área alagada próxima ao rio Taquari durante fortes chuvas na cidade de Encantado, no Rio Grande do Sul
Foto: REUTERS/Diego Vara

As provas do Concurso Nacional Unificado, o "Enem dos Concursos", estão mantidas no próximo domingo, 5, em todo o país, inclusive no Rio Grande do Sul, estado que está sendo atingido por fortes chuvas que já deixaram 29 mortos, segundo nota emitida na noite desta quinta, 2, pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos.

"O Governo Federal envidará todos os esforços para garantir, no Rio Grande do Sul, a participação dos candidatos, em diálogo com as autoridades federais, estaduais e municipais competentes", informou o ministério em nota.

Das cerca de 2,1 milhões de pessoas inscritas no concurso em todo o Brasil, 80.348 são do Rio Grande do Sul. Daquelas inscritas no Estado, 38.292 farão as provas na capital, Porto Alegre, uma das cidades mais atingidas pelas chuvas.

Estatísticas do concurso fornecidas pelo próprio ministério indicam que 10 cidades gaúchas abrigarão 77.399 pontos de provas. São elas: Bagé, Caxias do Sul, Farroupilha, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santo Ângelo e Uruguaiana.

Os portões para as provas serão abertos às 7h30. Nenhum dos órgãos responsáveis pelo concurso, o ministério e a Fundação Cesgranrio, e ainda o governo gaúcho, informaram se alguns dos pontos serão remanejados.

Quais são as modalidades de contratação no serviço público? Quais são as modalidades de contratação no serviço público?

Nesta semana, o governador do estado, Eduardo Leite (PSDB), e parlamentares gaúchos chegaram a propor o adiamento da aplicação das provas. A confirmação das provas pelo ministério ocorreu horas depois da visita do presidente Lula ao Estado para acompanhar as consequências da chuva e anunciar apoio às autoridades locais.

Segundo a Agência Brasil, o ministério irá empregar agentes da Polícia Rodoviária Federal e das Forças Armadas para garantir a normalidade na aplicação das provas para os candidatos, incluindo eventuais desimpedimentos de rotas de acesso.

Chuvas

Dados do governo do Rio Grande do Sul divulgados na noite desta quinta-feira, 2, indicam que 154 dos 497 municípios gaúchos foram afetados. Até agora 29 pessoas morreram e 60 estão desaparecidas. Ao menos 71.306 pessoas afetadas, sendo que 4.645 ficaram desabrigadas, e, 10.242, desalojadas.

Vários municípios estão debaixo d'água. Uma das maiores preocupações das autoridades é que a previsão meteorológica indica a possibilidade de mais chuvas na região. Em apresentação realizada ontem, Eduardo Leite informou que o nível do rio Guaíba pode subir cinco metros até este sábado, 4, véspera das provas do Enem dos Concursos. Leite pediu que as pessoas levem a sério as recomendações e busquem se proteger.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade