PUBLICIDADE

Atenção! Precisamos do seu apoio no abaixo-assinado: Em defesa do NEEJA Paulo Freire de Porto Alegre

Governo do Estado não quer gastar R$ 50 mil para consertar o prédio histórico do Neeja Paulo Feire e quer transferir o Núcleo para um local distante da região que hoje atende centenas de trabalhadoras e trabalhadores, jovens e adultos, que estudam na escola. Convidamos todos a assinarem o abaixo-assinado online em defesa da permanência do NEEJA Paulo Freire em sua localização atual.

11 fev 2024 - 14h37
(atualizado às 17h52)
Compartilhar
Exibir comentários

Por quase quatro décadas, o NEEJA Paulo Freire tem sido um pilar educacional na rua Coronel Bordini, em Porto Alegre. Agora, o centro enfrenta a ameaça de realocação para um novo endereço, desencadeando protestos e apelos da comunidade local.

O NEEJA Paulo Freire CP é uma modalidade de ensino gratuita, válido pelo MEC, pertencente ao Estado do Rio Grande do Sul, que possibilita o cidadão a concluir seus estudos através de provas presenciais e podendo contar com aulas de apoio com professores de todas as disciplinas.  A proposta de mudança do NEEJA Paulo Freire para a rua Felipe de Oliveira está gerando preocupação entre estudantes e professores. Eles argumentam que a realocação prejudicaria o acesso dos alunos à educação, destacando a importância da localização atual, próxima a diversas linhas de transporte público.

O professor Sílvio Alexandre e os alunos do NEEJA Paulo Freire estão buscando apoio para manter o centro educacional em seu endereço atual. Eles pedem à Secretária da Educação, professora Raquel Teixeira, que reconsidere a decisão de realocação e permita que o NEEJA continue operando na rua Coronel Bordini.

Acesse aqui o abaixo-assinado e ajude a manter o NEEJA Paulo Freire em seu local oficial.

(https://bit.ly/3wdaYeq)

A luta pela permanência do NEEJA Paulo Freire na rua Coronel Bordini é uma questão crucial para a comunidade local. Os defensores do centro educacional argumentam que sua realocação representaria não apenas a perda de um espaço físico, mas também o rompimento de uma história enraizada e a interrupção do acesso à educação para centenas de jovens e adultos na região de Porto Alegre.

Para fortalecer sua causa e demonstrar o apoio da comunidade, convidamos todos a assinarem o abaixo-assinado online em defesa da permanência do NEEJA Paulo Freire em sua localização atual.

Juntos, podemos fazer a diferença e garantir que o acesso à educação continue sendo uma realidade para todos os estudantes da região. Assine agora e ajude a preservar o legado do NEEJA Paulo Freire na rua Coronel Bordini, 190, em Porto Alegre.

Nota do Professor Sílvio Alexandre:

"Estudantes do NEEJA Paulo Freire. Sou o professor Sílvio Alexandre aqui da escola. Precisamos alertar vocês para uma situação muito ruim. A secretaria da educação quer fechar a escola aqui neste endereço onde funcionamos. Querem nos transferir para o endereço da rua Felipe de Oliveira junto da Avenida Ipiranga. É um local distante e contramão para a ampla maioria dos nossos estudantes. Precisamos do apoio de vocês para manter o NEEJA Paulo Freire aberto e funcionando aqui na rua Coronel Bordini 190, esquina com a rua Marquês do Pombal. Nos ajudem gravando vídeos curtos de apoio a permanência do NEEJA aqui neste endereço. Qualquer dúvida, é só me perguntar: Professor Sílvio Alexandre do NEEJA Paulo Freire - 9 9307 2858. Precisamos do apoio de vocês para continuar realizando nossas aulas e provas aqui!"

Por que defendemos a permanência do NEEJA Paulo Freire na rua Coronel Bordini, 190, esquina com Marquês do Pombal

"No endereço citado acima se vão quase 40 anos de história da EJA pública estadual. Uma referência física e geográfica que vai se amalgamando na memória do bairro, da região e da cidade. Um NEEJA que leva o nome do patrono da educação brasileira, nosso mestre Paulo Freire, doutor "honoris causa" prestigiado mundialmente. Muito nos orgulha, junto com uma infinidade de outras instituições escolares por esse Brasil afora carregar o nome de Paulo Freire aqui nesta esquina do Bairro Auxiliadora. Local esse que tem servido a milhares de Jovens e Adultos ao longo desses quase 40 anos. Em 2023, em torno de 2 mil jovens e adultos aqui se inscreveram. Desses, quase 1 mil conseguiram concluir seus estudos no ano de 2023. E, assim, tem sido ao longo das décadas passadas. Professoras e professores, funcionárias e funcionários tem passado por essa casa de esquina, trabalhando aqui e junto com os estudantes jovens e adultos, construindo e reconstruindo saberes e aprendizagens que mudaram e melhoraram a vida das pessoas de vários bairros do entorno como: São Geraldo, Floresta, Auxiliadora, Passo d'areia, Santa Maria Goreti, Humaitá, Sarandi, Navegantes, Vila Farrapos, Cristo Redentor. Milhares de trabalhadores dos comércios da Cristóvão Colombo, da Benjamin Constant, da 24 de Outubro, trabalhadores do Moinhos de Vento, dos escritórios, dos prestadores de serviços…

Enfim, retirar o NEEJA dessa esquina significará quebrar essa memória, destruir esse enraizamento forjado por todas e todos que aqui passaram: trabalhadoras e trabalhadores, indígenas, PCD's, LGBTQIA+, pessoas negras em sua maioria, mulheres em sua maioria, trazendo seus filhos pequenos juntos. Mais de 10 linhas de ônibus e pelo menos 4 lotações servem no entorno da Coronel Bordini com Marquês do Pombal. Enfim, uma esquina que se enraizou na história e na geografia da região.

Diante do exposto, solicitamos à senhora secretária da educação, professora Raquel Teixeira, que reveja a decisão de retirar o NEEJA Paulo Freire aqui de nossa esquina. Que permita a continuidade de nosso trabalho neste local." Professor Sílvio Alexandre do NEEJA Paulo Freire.

Pedimos o apoio de todos todas na luta pela permanência da instituição em seu local atual.

Acesse aqui o abaixo-assinado e ajude a manter o NEEJA Paulo Freire em seu local oficial.

(https://bit.ly/3wdaYeq)

Foto: Divulgação / NEEJA Paulo Freire / Porto Alegre 24 horas
Porto Alegre 24 horas
Compartilhar
Publicidade
Publicidade