PUBLICIDADE

Após ocupação da reitoria, Unesp garante benefícios a estudantes

Além de bolsas de permanência, a universidade se comprometeu a realizar obras para melhorar a estrutura dos campus

28 jun 2013 - 16h15
(atualizado às 16h18)
Ver comentários
Publicidade

Estudantes que ocuparam o prédio da reitoria da Universidade Estadual Paulista (Unesp) na quinta-feira desocuparam o prédio na manhã de hoje após negociação com a vice-reitora, Marilza Vieira Cunha Rudge. A direção da unidade garantiu o aumento de bolsas permanência e o auxílio-aluguel destinado aos alunos de baixa renda.

Segundo a universidade, ficou definido a elaboração de um plano de obras para a construção de moradias e restaurantes universitários para os campus que não dispõem dessa infraestrutura, além de reforma e ampliação nos já existentes. 

A reitoria também se comprometeu a discutir uma proposta alternativa ao Programa de Inclusão com Mérito no Ensino Superior Público Paulista (Pimesp) - apresentada pelo governador Geraldo Alckmin e pelos reitores no final do ano passado e que é motivo de críticas dos alunos. O ponto de maior rejeição é a criação de um cursos semipresencial com duração de dois anos para atender os cotistas. 

Representantes dos sindicatos dos professores e servidores também participaram da reunião. A pauta sobre isonomia aos funcionários e docentes das outras universidades estaduais de São Paulo (USP e Unesp) será discutida na próxima semana. 

Alunos e professores de 14 campus da Unesp fazem greve parcial desde o começo do mês para cobrar melhorias na estrura e reajuste salarial.

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade