1 evento ao vivo

Pandemia muda a relação das pessoas com seus imóveis, dizem especialistas

Passar mais tempo em casa tem valorizado muito as características básicas dos imóveis

25 jul 2020
11h10
atualizado em 27/7/2020 às 07h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A pandemia do novo coronavírus mudou o dia a dia de muita gente. Uma das principais mudanças foi o isolamento social em casa, inclusive com a adoção em massa do home office.

Foto: DINO / DINO

O que já era uma tendência do mercado de trabalho, tornou-se uma regra. Ainda que muitas empresas planejem voltar com os trabalhos presenciais após a pandemia, a expectativa é que a maior parte mantenha o ritmo de home office, pelo menos em algum nível.

Com isso, as pessoas começaram a passar mais tempo em casa, mesmo que trabalhando durante boa parte desse período. A consequência disso, segundo especialistas do mercado imobiliário, é um novo olhar sobre o que é importante em um imóvel.

Pelo menos é o que acreditam os especialistas da CFL Imóveis , uma imobiliária especializada em imóveis de alto padrão construídos pela CFL em Florianópolis.

"As mudanças causadas pela pandemia do novo coronavírus trouxeram uma alteração na lista de prioridades das pessoas em um imóvel. Se antigamente era valorizado apenas questões como o preço e a localização, agora o foco passa a ser mais na análise do que o imóvel pode oferecer em termos de qualidade de vida e conforto", explica um dos especialistas consultados.

Qualquer pessoa que está em isolamento social em casa e passou os últimos meses em um apartamento consegue compreender facilmente essa mudança de foco. Afinal, ficar em um imóvel sem a estrutura necessária e sem poder sair não é nada agradável.

É claro que, com o desenvolvimento de uma vacina para o novo coronavírus, a perspectiva é que a vida volte ao mais próximo do que as pessoas tinham antes. No entanto, a mudança de foco dos consumidores deverá se manter, mesmo após o retorno às rotinas antigas.

"Nós acreditamos que a mudança de foco no que as pessoas esperam de suas casas mudou permanentemente. Não dá para esquecer o que passamos na quarentena, e isso se traduz na maneira como escolhemos viver. Essa percepção já foi criada e, mesmo com a vacina, ela permanecerá", explica.

E o que o novo consumidor está valorizando em seu imóvel agora? De acordo com os especialistas são os itens de conforto e usabilidade que antes não tinham.

"Muita gente optou por morar em imóveis menores e com menos funcionalidades do que realmente poderiam ter no passado. Talvez porque passavam pouco tempo em casa, ou então porque preferiam direcionar o dinheiro para outros fins. No entanto, a quarentena fez com que as pessoas percebessem a importância que uma casa completa tem para uma família", revela.

Dentre os itens listados como essenciais para um apartamento pós-pandemia está, certamente, o espaço para home office. Afinal, grande parte das pessoas continuará trabalhando de casa quando a quarentena acabar.

Além do espaço para o trabalho, o lazer também passará a ser mais valorizado pelos consumidores.

"Antes era muito comum a ideia de que o lazer era algo fora de casa. As pessoas saíam para o cinema, para o shopping, o teatro ou para a praia. Obviamente que tudo isso vai continuar, mas agora a ideia de que o lazer pode ser usufruído dentro de casa está mais solidificada", pondera o especialista.

É por isso que os empreendimentos mais importantes no pós-pandemia serão aqueles que terão mais elementos de lazer e que poderão conferir uma experiência mais confortável dentro de casa.

"Estamos falando de itens como uma cozinha gourmet, áreas de relaxamento, banheira de hidromassagem e muito mais. O lar pós-pandemia é um espaço mais gostoso e onde se pode passar mais tempo sem sentir falta de nada", revela.

Além dos imóveis em si, quem também se tornarão mais importantes, segundo os especialistas da CFL Imóveis, são os elementos condominiais dos apartamentos. Afinal, eles também oferecem opções de lazer e qualidade de vida sem iguais.

"Nós veremos uma mudança significativa dentro do que é considerado um condomínio completo. Os principais empreendimentos seguirão mais a linha de clube exclusivo para os moradores, com piscina de luxo, área gourmet, sauna, pátio completo para as crianças, bistrôs e muito mais. O objetivo, claro, será ter próximo de si uma estrutura capaz de fornecer segurança, conforto e lazer", acrescenta.

Com base nisso tudo, a perspectiva é que o mercado imobiliário volte a se aquecer. Aliás, já está se aquecendo: dados do Sindicato da Habitação de Santa Catarina mostram que a expectativa é que o mercado imobiliário tenha um desempenho completamente normal a partir de 2021, recuperando-se progressivamente neste segundo semestre. Alguns dos principais bancos do Brasil também já liberaram relatórios e informações indicando que esperam uma recuperação rápida no setor imobiliário no pós-pandemia.

"No fundo, é isso. O mercado imobiliário verá uma retomada significativa nos próximos meses tanto pelas condições econômicas com os juros baixos quanto pela oferta de ótimos imóveis. O grande fator que motivará as novas vendas, no entanto, será o de melhorias na qualidade de vida que teremos em casa", conclui o especialista da CFL Imóveis.



Website: https://cflimoveis.com.br/

Veja também:

Assaltantes deixam rastro de estragos em residência de Cascavel; VEJA
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade