0

Inverno é a época ideal para começar o tratamento de depilação a laser

9 jul 2020
09h46
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os pelos desenvolvem um papel muito importante no corpo, estando presentes desde o nascimento. Alguns são muito desejados e até fazem parte da autoestima como cabelos, cílios e sobrancelhas, mas tem outros em determinadas regiões que incomodam muita gente.

Foto: DINO / DINO

Sendo eles aceitos ou não, o fato é que possuem um papel muito importante no corpo como de proteção contra a entrada de sujeiras ou de agente nocivos por orifícios (como nariz e ouvido), além de serem também responsáveis pela regulação da temperatura corporal e proteção ao maior órgão do corpo: a pele.

Mesmo os pelos tendo essas funções muito importantes, algumas pessoas optam em eliminá-los completamente em algumas regiões como virilha, axila, pernas e buço. Por questões culturais, ter essas regiões sem pelos ainda faz parte da preferência da maioria das pessoas.

Para atender a esse público, existem vários tipos de depilação, mas nas clínicas de estética a maior demanda tem sido a depilação a laser.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising - ABF essa área teve um crescimento 9,2% só no primeiro trimestre de 2019. Segundo dados da ABF, as depilações a laser têm sido responsáveis por este aquecimento no mercado da estética, movimentando 31 bilhões de reais.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos mesmo nesse atual período em que o Brasil passa por uma crise, o mercado da estética segue como um dos maiores promissores, passando de 72 mil para mais de 480 mil profissionais.

A depilação a laser pode ser feita em qualquer período do ano, mas o inverno é a época mais indicada para iniciar o tratamento. As baixas temperaturas podem trazer mais conforto para a realização das sessões. Além disso, geralmente no inverno, as pessoas não ficam expostas ao sol e conseguem manter a pele íntegra, tornando o pelo com mais contraste de cor em relação à pele, o que ajuda a atração da luz do laser no pelo de forma mais efetiva.

Os equipamentos de depilação a laser funcionam emitindo uma luz focada que cauteriza a raiz do pelo, matando o bulbo capilar. O laser funciona por afinidade  com a melanina: a tonalidade do pelo atrai a energia que causa a desnaturação da melanina, levando o folículo à altas temperaturas, e consequentemente, causando sua destruição.

O laser é conhecido como definitivo pelo fato dos seus resultados serem prolongados e duradouros, mas não é correto se referir somente assim. A idade e os fatores hormonais de cada pessoa podem levar ao surgimento de novos pelos. Por isso, após o tratamento, é indicado sessões de manutenção.

A demanda por depilação a laser tem crescido, e junto com esse crescimento também surgiram várias tecnologias para essa finalidade. Cada equipamento possui sua tecnologia e seu comprimento de onda, fazendo com que cada tecnologia tenha sua característica e seu diferencial.

Uma das tecnologias mais modernas para depilação hoje é o laser de Diodo, que é a base do Galaxy Fiber, equipamento inovador que é um grande aliado nas clínicas de estéticas e vem revolucionando o mercado através dos seus bons resultados.

O Galaxy Fiber abrange clientes com tonalidades diferentes de pele, atendendo desde o fototipo 1 ao fototipo 6. Sendo confortável e seguro mesmo em peles mais escuras, que com outras tecnologias são fator restritivo do tratamento por riscos de causar queimaduras.

O conforto do tratamento se dá também pelo equipamento possuir uma ponteira com resfriamento de até menos 5 graus, o que gera um efeito anestésico durante a sessão, proporcionando mais conforto e segurança para o cliente.

O número de sessões indicadas com o Galaxy Fiber deve ser de acordo com a avaliação de cada cliente, podendo ser sugerido de 6 a 10 sessões com intervalo de 30 a 45 dias. O valor das sessões também varia de acordo com a área a ser tratada.



Website: https://fibergalaxy.com.br/

Veja também:

Explosão no Líbano: BBC visita epicentro do desastre no porto de Beirute
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade