2 eventos ao vivo

Em editorial, site critica machismo de texto de jornal

O Portal Comunique-se criticou em editorial o machismo na crônica de Guilherme Goulart, veiculada pelo jornal Correio Braziliense

13 set 2017
17h28
  • separator
  • comentários

Recentemente, o Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal realizou pesquisa que mostra como é o assédio moral às mulheres que trabalham em redação. Os números são alarmantes: das 535 jornalistas entrevistadas, 417 (77,9%) disseram ter sofrido algum tipo de assédio moral por parte de colegas ou de chefes diretos. Foi ao lembrar desses dados que o Portal Comunique-se escreveu editorial que critica a crônica de Guilherme Goulart, do Correio Braziliense. O texto chamado de "A estagiária" retrata o período de Melissa na editoria 'Cidades', onde foi contratada para o time de conteúdo.

Foto: DINO

O Portal Comunique-se é conhecido por ser o ponto de encontro da comunicação e reúne uma comunidade com milhares de jornalistas. O texto do Correio Braziliense foi tema do editorial justamente porque revela com naturalidade o machismo nas redações. Guilherme Goulart fala em seis parágrafos sobre a beleza da personagem descrita como a nova estagiária da redação. O lado profissional aparece timidamente em dois momentos: o primeiro quando o jornalista diz que ela é estudante de uma faculdade particular de Brasília, e o segundo ele descreve que a futura jornalista não publicava nada sem checar as informações. Fora isso, todo o resto da crônica se atenta a mostrar como a redação a tratou ao longo do período em que esteve por lá: Suspiros dos profissionais homens e olhares não tão amigáveis das mulheres. "Se dependesse da machalhada, a agora Melissinha tinha lugar assegurado nos céus de Júpiter, Urano, Netuno, Saturno e que deus mais se apresentasse", escreve Guilherme Goulart na crônica.

Ao expor a situação, o Portal Comunique-se se solidarizou com todas as profissionais que precisam lidar diariamente com o machismo. "Em nome das milhares de Melissas, Danielas, Jaquelines, Carolines, Sandras, Nathálias, Mayaras, Brunas, Heloisas .. o Portal Comunique-se se solidariza, pois, além das dificuldades pela qual a profissão passa, as mulheres precisam ainda lidar com o machismo que as subestimam diariamente - mesmo que ele apareça em formato de crônica", escreveu o site.

Além disso, o portal que é ponto de encontro da comunicação fez pedido aos veículos de comunicação e veiculou o posicionamento do Correio Braziliense sobre o assunto. Para ver a íntegra do texto, acesse: http://portal.comunique-se.com.br/editorial-quando-o-machismo-imprime-sua-face-no-jornal/

Acompanhe o parceiro do DINO:

http://portal.comunique-se.com.br
http://portal.comunique-se.com.br
https://www.facebook.com/portalcomuniquese



Website: http://portal.comunique-se.com.br
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade