0

Aos 63 anos, aposentado usa aplicativo para acompanhar filho nos treinos

9 ago 2018
18h25
atualizado às 21h07
  • separator
  • comentários

Passar o máximo de tempo com os filhos antes de eles criarem independência e abandonarem o ninho é uma regra de ouro para muitos pais. Para o aposentado Francisco Ribeiro, de 63 anos, essa história não foi diferente. As caminhadas de 3 a 5 quilômetros com o filho, Luis Guilherme, de 26 anos, eram o momento de conversa e conexão entre os dois, até a rotina entrar no caminho. Luis começou a fazer faculdade e a agenda lotou, não deixando espaço para as caminhadas e nem para a companhia do pai.

Foto: Divulgação / DINO

Para não perder o condicionamento físico mesmo na correria do dia a dia, Luis passou a usar o aplicativo Freeletics, um personal trainer digital que usa a inteligência artificial para construir programas de exercícios e dietas personalizadas para cada estilo de rotina e objetivos para quase de 3 milhões de usuários no Brasil e 28 milhões em todo o mundo. Francisco viu nesse novo hábito do filho uma chance para resolver 3 problemas: a falta de familiaridade com tecnologia, voltar a ter uma rotina de exercícios regulares e ter momentos de qualidade ao lado do filho.

"No começo, como ele me disse que eram exercícios de alta intensidade (HIIT), eu fiquei receoso, mas ele operava o celular e me explicava tudo com muita paciência. Quando não treinávamos no mesmo lugar, ele, com muito amor, descrevia tudo por WhatsApp para eu fazer. Ele me inspirou", conta Francisco. A inteligência artificial usada pelo Freeletics, batizada pelos usuários do app de "Coach" (Treinador) faz uma verdadeira consulta antes de preparar a primeira semana de treino para entender o estágio real de condicionamento físico do usuário. Além disso, a cada treino ele pede feedbacks para aprender com as execuções, dificuldades e facilidades do atleta. Assim, qualquer pessoa consegue treinar com o Freeletics, não importa a idade ou condição física.

Com um ano e três meses de treinos em família, Francisco perdeu seis quilos, definiu os músculos e melhorou os índices nos exames de rotina. Com seu colchonete e camiseta preta, agora ele treina com um "Coach" próprio que ganhou como presente de natal do filho e da nora, Isabela Sardeto, que agora também faz parte da "equipe" de treino da família, Francisco encontrou na rede social interna do aplicativo e nos grupos de Facebook e WhatsApp do Freeletics o apoio para continuar as conquistas. "Eu entrei para o ranking de Atletas Livres (nome da comunidade Freeletics no Brasil) de Curitiba e passei a ganhar seguidores na rede social do aplicativo que me incentivam após os treinos. A energia desses jovens, do meu filho e da minha nora me fazem seguir em frente", conta Francisco.

O aplicativo pode ser usado em três modalidades: o Bodyweight, para treinos funcionais de alta intensidade usando apenas o peso do próprio corpo; O Running, para treinos com corridas intervaladas; E o Gym, que eleva a experiência do treino em academias; Além da novidade do Nutrition, que é um nutricionista digital integrado com as plataformas de treino, que constrói toda a rotina de alimentação saudável dos atletas.

A proposta de todos os produtos Freeletics é justamente ter todos esses benefícios aplicando pouco tempo e tendo a flexibilidade de fazer em qualquer lugar e à qualquer hora. Quando mostramos gente que nem a gente dando a volta por cima, superando até mesmo doenças causadas pelo sedentarismo, damos perspectiva a quem está precisando de incentivo", esclarece Gabriel Teodoro de Oliveira, responsável pela operação do Freeletics no Brasil.



Website: http://www.freeletics.com/pt
DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade