0

Alerta de segurança: pediatras não recomendam que bebês durmam em bebê conforto fora do carro

Um produto que ganhou espaço nos últimos anos foi o bebê conforto, principalmente pela "Lei da Cadeirinha."

16 set 2019
19h46
atualizado em 17/9/2019 às 06h45
  • separator
  • 0
  • comentários

Ao se tornar pais, as pessoas não precisam apenas aprender a cuidar de um bebê, também precisam aprender como, quando e por que usar todos os diferentes tipos de equipamentos e utensílios modernos feitos para os bebês.

Foto: Petit Papillon Bebê e Criança / DINO

Antigamente o bebê tinha poucas coisas além de roupas, carrinho e um bercinho. Mas atualmente a gama de produtos para esse nicho é enorme e cada dia aparecem novidades e produtos diferenciados, conta Marília Tannuri Verni - CEO da loja infantil on line Petit Papillon Bebê & Criança.

Um produto que ganhou espaço nos últimos anos foi o bebê conforto, principalmente pela "Lei da Cadeirinha" - como ficou conhecida a Resolução 277 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) e que está em vigor no Brasil desde 2008. Essa norma dispõe sobre as regras para o transporte seguro de crianças menores de dez anos de idade em veículos.

Mortes de crianças no trânsito

O trânsito é a principal causa de morte acidental de crianças de zero a 14 anos no Brasil. Todos os dias, cerca de 3 crianças dessa faixa etária morrem em decorrência de acidentes nesse ambiente, isso representa mais de 1.200 vidas perdidas todos os anos, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Sabemos a importância do uso do bebê conforto ou da cadeirinha (para maiores de 1 ano), mas ainda há muito o que aprender no que diz respeito aos assentos de carro, pois existe uma regra que muitos pais nunca ouviram falar: os bebês não devem ser deixados em assentos de carro por mais de uma hora por vez e nunca devem tirar uma soneca ou deixar o bebê no bebê conforto quando estiver fora do veículo.

Uma excelente forma de carregar os bebês de forma segura e confortável são com arregadores tipo sling e Mei Tai Evolutivo. O bebê pode permanecer dormindo junto ao colo amoroso de um dos pais e o mesmo estará com as mãos livres para fazer compras, comer ou passear.

Por que o bebê não deve ser deixado no bebê conforto fora do carro

De acordo com vários estudos, os bebês correm o risco de diminuir os níveis de oxigênio enquanto estão em assentos de carro, especialmente quando o carro não está em movimento ou a viagem dura um longo tempo.
Embora bebês prematuros ou crianças com problemas respiratórios apresentem maior risco, há boas razões para que todas as famílias tomem as devidas precauções.

É por isso que alguns hospitais americanos realizam o que é conhecido como "desafio da cadeirinha" com bebês prematuros antes da alta, o que permite que os profissionais monitorem a estabilidade cardiorrespiratória do bebê quando estão na cadeirinha.

É importante alertar babás, enfermeiras ou cuidadores para que saibam que nunca devem usar uma cadeirinha para colocar o bebê para dormir.
Especialistas em segurança dizem que os pais devem garantir que todos que cuidam do bebê, incluindo creches e babás, entendam que não devem ser colocados na cadeirinha quando estiverem fora do veículo.

O que os pais devem fazer
Pesquisadores da Academia Americana de Pediatria e da Sociedade Canadense de Pediatria concordam que o momento mais perigoso para um bebê estar em um assento de carro é quando ele não está realmente dentro de um carro.

Portanto, embora pareça conveniente deixar um bebê dormindo na cadeirinha após uma longa viagem ou enquanto estiver em um restaurante, é melhor tirá-lo imediatamente.

A Academia Americana de Pediatria recomenda que, quando se estiver usando o assento em uma viagem de carro, exista um planejamento para parar de dirigir e dar ao condutor e ao bebê uma folga a cada duas horas. No caso de bebês com menos de um mês, alguns pesquisadores de cadeirinhas recomendam evitar viagens longas.

Tudo isso vem com uma nota importante: enquanto o bebê está em um carro em movimento, o cinto de segurança é sempre o lugar mais seguro para se estar.

Se todos estiverem cientes dos riscos e fizerem pausas para tirar o bebê do assento quando o carro parar, todos poderão andar em segurança. Assentos de carro, quando usados corretamente, são um salva-vidas literalmente.

Seria óbvio que os assentos de carro deveriam ser usados no carro, mas nos últimos anos os designs dos assentos infantis modernos os tornaram tão portáteis e aparentemente confortáveis que muitos pais mantêm bebês neles mesmo fora do veículo. Muitos pais chegam a um destino, pegam o bebê conforto e o arrastam para dentro para que seus bebês possam continuar dormindo. Existem até mesmo encaixes para o bebê conforto nos carrinhos de passeio.

Mas agora, a Academia Americana de Pediatria está recomendando que isso seja evitado, pois um novo estudo publicado na revista Pediatrics descobriu que um número significativo de mortes de bebês está ocorrendo em assentos de carro que não estão sendo usados no carro, mas como um substituto para um berço ou carrinho, especialmente quando os bebês estão sob os cuidados de babás e cuidadores infantis.

Os pesquisadores investigaram 11.779 mortes relacionadas ao sono infantil ao longo de uma década e descobriram que 348 (3%) bebês morreram em bebês conforto, a maioria (63%) eram assentos de carro que não estavam sendo usados para o objetivo a que se destinavam. As demais mortes ocorreram em cadeirinhas de balanço (35%) e carrinhos de bebê (2%).

Quando os pediatras analisaram as mortes infantis que ocorreram em balanços e carrinhos, eles descobriram que a maioria aconteceu quando o bebê estava em casa com os pais. Mas eles observaram que, quando se trata de bebê conforto, mais bebês estavam sob os cuidados de uma creche.

Quanto mais se fala sobre isso, mais provavelmente os pais aceitarão isso como fato. Os bebês sempre devem ser colocados de costas no berço para um sono seguro.

As crianças vão adormecer em seus assentos de carro enquanto estiverem em um veículo em movimento de tempos em tempos, e os pais não devem entrar em pânico com isso - os assentos são feitos para serem usados no carro.

O perigo é quando os assentos são usados no chão, em uma mesa ou em uma cama. Em vez de deixar um bebê dormir em um assento de carro, a Academia Americana de Pediatria recomenda que os bebês cochilem e durmam em uma superfície firme como um berço ou colchão.



Website: https://www.petitpapillon.com.br

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade