7 eventos ao vivo

Vacina italiana bloqueia novo coronavírus em ratos

Testes em humanos devem começar no segundo semestre deste ano

4 mai 2020
07h53
atualizado às 08h11
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em meio à corrida mundial em busca de uma imunização contra o novo coronavírus, uma vacina italiana conseguiu produzir anticorpos capazes de neutralizar o Sars-CoV-2 em ratos.

Especialistas de todo o mundo tentam encontrar uma vacina contra o coronavírus
Especialistas de todo o mundo tentam encontrar uma vacina contra o coronavírus
Foto: CDC/Unsplash

Os testes são feitos pela empresa romana de biotecnologia Takis e acontecem nos laboratórios de virologia do Instituto Lazzaro Spallanzani, referência em doenças infecciosas na Itália. "Os resultados obtidos até agora são encorajadores e muito além das expectativas. Após uma única dose, os ratos desenvolveram anticorpos que podem bloquear a infecção do vírus Sars-CoV-2", disse o CEO da Takis, Luigi Aurisicchio.

O estudo começou com cinco candidatas a vacina, das quais duas obtiveram resultados melhores. "Já havíamos constatado a quantidade de anticorpos induzida, agora vimos que os anticorpos conseguem bloquear o vírus. O próximo passo é entender quanto tempo dura a resposta imunológica", acrescentou Aurisicchio.

Todas as candidatas se baseiam em uma tecnologia chamada eletroporação, que consiste em um impulso elétrico no músculo para aumentar a permeabilidade das membranas celulares. Elas foram obtidas a partir de materiais genéticos correspondentes a diferentes partes da proteína "spike", que o vírus utiliza para agredir as células e se multiplicar.

A expectativa é de que os testes em humanos comecem no segundo semestre de 2020. A Itália é um dos países mais atingidos pela pandemia do novo coronavírus, com 210,7 mil casos e 28,9 mil mortes.

Veja também:

Ansa - Brasil   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade