PUBLICIDADE

Secretaria confirma 86 casos de Ômicron no Estado de SP

Ao todo, 69 dos diagnósticos são de amostras coletadas na cidade de São Paulo, que já conta com transmissão comunitária

4 jan 2022 19h28
| atualizado às 19h57
ver comentários
Publicidade

A Secretaria da Saúde do Estado informou nesta terça-feira, 4, que o balanço do Centro de Vigilância Epidemiológica (CEV) aponta 86 casos da variante Ômicron no Estado de São Paulo, todos com resultado de sequenciamento genético e investigação epidemiológica. Do total, 69 são na capital, que já confirmou transmissão comunitária. Dos outros, no interior, Araraquara e Franca têm, respectivamente, três casos e Pradópolis, dois.  

Têm um caso confirmado as cidades de Santos, Porto Feliz, Guarulhos, Limeira, São José dos Campos, Osasco, Ribeirão Preto, Mirassol e Piracicaba.

Conforme a secretaria, a Ômicron, assim como Alfa, Beta, Gama e Delta, são classificadas como "variantes de atenção" pelas autoridades sanitárias devido à possibilidade de aumento de transmissibilidade ou gravidade da infecção, por exemplo.

Vista aérea parcial da Avenida Paulista, região central da cidade de São Paulo
Vista aérea parcial da Avenida Paulista, região central da cidade de São Paulo
Foto: Tiago Queiroz / Estadão

Até 30 de dezembro, análises do Instituto Adolfo Lutz e do CVE identificaram três casos autóctones de Beta, 54 de Alfa, 2.917 de Gama e 15.276 de Delta no Estado.

Ainda segundo a pasta, a confirmação de uma variante ocorre por meio de sequenciamento genético, um instrumento de vigilância e de monitoramento do cenário epidemiológico, que não deve ser confundido com diagnóstico, que tem caráter individual.

"Portanto, não são necessários, do ponto de vista técnico e científico, sequenciamentos individualizados, uma vez confirmada a circulação local da variante", informou.

Estadão
Publicidade
Publicidade