PUBLICIDADE

Saiba o que fazer para amenizar os sintomas da menopausa

A especialista em menopausa Bruna Oneda garante que uma combinação de exercícios físicos pode melhorar a qualidade de vida da paciente

20 nov 2021 05h27
| atualizado em 22/11/2021 às 15h32
ver comentários
Publicidade

O que posso fazer para que minha menopausa seja menos severa?

Beatriz Silveira

São Paulo

Responde Bruna Oneda, educadora física especialista em menopausa

A primeira coisa é a informação. É preciso entender que essa é uma fase que exige certos cuidados, afinal a mulher passará por diversas alterações. Esse é um período importante na vida dela, no qual é necessário aceitar seu processo de envelhecimento. O que não quer dizer prolongar o preconceito que existe desde antigamente que nessa fase as mulheres já são velhas, não produtivas economicamente, etc. Sem o conhecimento, ela acaba ignorando os sintomas, que são mais de 100, e isso diminui muito a qualidade de vida dela. Se ela conhece, conseguirá um tratamento mais efetivo.

Um dos mais recomendados é a reposição hormonal. Claro que existem contraindicações para quem já teve câncer, alteração cardiovascular, como uma trombose, casos específicos. Mas para a grande maioria ela é segura e garante uma melhora muito grande nos sintomas, como as ondas de calor e dores no corpo. Existem também alterações importantes no próprio metabolismo, o que traz não só uma questão estética mas também ligada ao vigor, disposição.

Mas o que estudos científicos mostram é que a mulher que tem um estilo de vida mais saudável terá menos sintomas. Um mulher que não se movimenta vai ter mais dores do que outra que está fisicamente mais ativa. Por isso, é importante se cuidar.

A progressão dos exercícios deve ser lenta, para que a mulher não se frustre ou se machuque, e deve se basear em quatro pilares: alongamento, equilíbrio, aeróbica e exercícios com peso. Não adianta fazer um ou outro, é preciso que seja um conjunto dos quatro.

Apesar de não ser intuitivo achar que o exercício vai aliviar o calor, a ideia é que no resto do dia ela sinta menos ondas e menos dor, mesmo suando e se esforçando um pouco mais na hora da atividade.

TEM ALGUMA DÚVIDA SOBRE SAÚDE, BEM-ESTAR, EXERCÍCIO FÍSICO OU NUTRIÇÃO? ENTRE EM CONTATO

ANA.LOURENCO@ESTADAO.COM

Estadão
Publicidade
Publicidade