PUBLICIDADE

Reino Unido anuncia 4.313 mortes e endurecerá isolamento

4 abr 2020 12h24
| atualizado às 12h40
ver comentários
Publicidade
Mulher passa por grafites em uma parede em Brentford, em Londres
01/04/2020
REUTERS/Toby Melville
Mulher passa por grafites em uma parede em Brentford, em Londres 01/04/2020 REUTERS/Toby Melville
Foto: Reuters

O Reino Unido não deverá suspender suas rigorosas regras de isolamento até o final de maio, quando a disseminação do coronavírus deve começar a desacelerar, disse um importante conselheiro do governo neste sábado, quando o número de mortos subiu para 4.313.

O governo colocou o Reino Unido em um isolamento generalizado, fechando bares, restaurantes e quase todas as lojas, enquanto ordena que as pessoas fiquem em casa, a menos que seja absolutamente essencial se aventurar.

O pedido foi projetado para conter a disseminação do covid-19 no país, que tem quase 42.000 casos confirmados. Mas alguns especialistas começaram a questionar se o fechamento da economia custará mais vidas no longo prazo.

"Queremos mudar para uma situação em que, pelo menos até o final de maio, possamos substituir algumas medidas menos intensivas, mais baseadas em tecnologia e testes, pelo bloqueio completo que temos agora", disse Neil Ferguson, professor de biologia matemática no Imperial College London, disse à BBC Radio.

O número de mortos na Grã-Bretanha pelo coronavírus aumentou em 20%, para 4.313 na tarde de sexta-feira, com 708 novas mortes registradas, informou o Ministério da Saúde. Isso comparado a um aumento de 23% na quinta-feira.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade