PUBLICIDADE

Opas: Falta de liderança política atrapalha combate à covid

A desinformação sobre a doença semeia dúvidas a respeito de medidas de saúde comprovadas, muitas vezes no contexto de disputas políticas

2 jun 2021 15h36
| atualizado às 15h58
ver comentários
Publicidade
Profissionais da saúde cuidam de pacientes na sala de emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre 
REUTERS/Diego Vara/Foto de Arquivo
Profissionais da saúde cuidam de pacientes na sala de emergência do Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre REUTERS/Diego Vara/Foto de Arquivo
Foto: Reuters

A falta de liderança política efetiva atrapalha os esforços para deter a pandemia de covid-19 na América Latina, onde as infecções estão perigosamente em alta novamente, informou a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) nesta quarta-feira, 2.

Enquanto Estados Unidos, Canadá e México estão relatando reduções gerais nos casos e mortes de Covid-19, as infecções novas estão aumentando no restante das Américas, disse a diretora da Opas, Carissa Etienne.

A Colômbia está relatando a taxa mais alta de infecções da América do Sul, onde os casos novos quase triplicaram em algumas regiões, e o Brasil está vendo um aumento de infecções novas e hospitalizações.

Sem liderança efetiva, entretanto, os países latino-americanos estão fracassando na reação à doença, explica Etienne. "Lamentavelmente, em toda a nossa região vemos a desinformação sobre a covid-19 semear dúvidas a respeito de medidas de saúde comprovadas, muitas vezes no contexto de disputas políticas", afirmou em uma entrevista coletiva.

"Ao atiçar polêmicas onde não existe nenhuma, nossos líderes estão enviando mensagens confusas ao público e se colocando no caminho de medidas eficazes para controlar o vírus."

Segundo a diretora, o mais preocupante é o Haiti, onde, apesar do aumento acentuado de casos, hospitalizações e mortes, medidas de saúde pública exigidas para deter a transmissão estão sendo amplamente ignoradas pela população.

O Brasil lidera a região, tendo a maioria dos casos novos e mortes. Argentina e Colômbia vêm em seguida em número de infecções e mortes.

Veja também:

Entenda como surgem novas variantes do coronavírus:
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade