2 eventos ao vivo

OMS diz que avaliou mal a capacidade de países

Para a Organização Mundial da Saúde, faltou operações locais por parte da entidade para direcionar a resposta à pandemia

30 jul 2020
13h56
atualizado às 13h58
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O diretor de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan, disse nesta quinta-feira, 30, que a entidade presumiu de maneira errada a capacidade de alguns países em responder à covid-19 e deveria ter atuado nestes de maneira mais direta, em operações locais.

 

Diretor do programa de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan
Diretor do programa de emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Michael Ryan
Foto: Reuters

"Houve um resposta lenta, no geral, para reagir quanto a rastreamento de contatos, investigação de surtos locais, testagem. Ser capaz de elaborar uma estratégia compreensiva para lidar [com a doença]".

Além de apresentar diretrizes técnicas à distância, Ryan disse que, tradicionalmente, a OMS também atua presencialmente em nações de renda média ou baixa, para prover assistência e direcionamentos. "Se eu pudesse voltar e mudar alguma coisa, acho que estaríamos melhor amparados ao oferecer essa operação"

Nesta quinta-feira, faz seis meses que a organização definiu a pandemia como uma emergência de saúde global, o alerta internacional mais alto da agência, e os diretores e líderes avaliaram a resposta dos países ao novo coronavírus até o momento.

Veja também:

Por apoio à CPMF, Guedes vai propor cortar à metade tributos sobre salários
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade