PUBLICIDADE

Em teste, medicamento da Astrazeneca reduziu casos graves de covid-19

Denominado AZD7442, o remédio apresentou bons números diante de casos graves da covid em teste de fase 3

11 out 2021 11h54
| atualizado às 11h55
ver comentários
Publicidade

A AstraZeneca informou em comunicado que seu medicamento AZD7442 conseguiu redução "estatisticamente significativa" de casos graves e mortes por covid-19 em comparação com um placebo, em pacientes com sintomas leves a moderados, na fase 3 de pesquisas.

Dos participantes do estudo, 90% tinham risco alto de progredir para quadros graves da doença, entre eles pessoas com comorbidades, diz a empresa em comunicado.

Sede da AstraZeneca na América do Norte, localizada em Wilmington, no Estado norte-americano de Delaware
22/03/2021 REUTERS/Rachel Wisniewski
Sede da AstraZeneca na América do Norte, localizada em Wilmington, no Estado norte-americano de Delaware 22/03/2021 REUTERS/Rachel Wisniewski
Foto: Reuters

A redução do risco de desenvolver covid-19 grave ou de morrer de qualquer causa foi de 50% em comparação com o placebo, diz a nota da AstraZeneca, e o medicamento, aplicado por meio de uma injeção, foi em geral bem tolerado.

A empresa diz ainda que os resultados sugerem que o medicamento pode reduzir de modo significativo os casos graves da doença, "com proteção continuada por mais de seis meses".

A empresa diz que discutirá os dados com autoridades de saúde. Em 5 de outubro, ela anunciou que havia solicitado autorização para uso emergencial do medicamento nos Estados Unidos.

Estadão
Publicidade
Publicidade