2 eventos ao vivo

Irã, 70°C: os mistérios do deserto de Lut, o lugar mais quente da Terra

4 abr 2017
17h51
atualizado às 18h01
  • separator
  • comentários

Uma expedição de cientistas foi ao lugar mais quente do planeta, o deserto de Lut, no Irã, investigar como é possível existir vida animal ali, mas não vegetação. Na área, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, as temperaturas chegam a até 70°C.

Mesmo com as temperaturas extremas, há registros de vida animal no deserto
Mesmo com as temperaturas extremas, há registros de vida animal no deserto
Foto: Getty Images / BBCBrasil.com

Em persa, a região é chamada Dasht-e-Loot, o que significa algo como "deserto do vazio". Mas apesar desse nome, foram descobertos ali água, insetos, répteis e raposas do deserto.

"Há espécies de animais que não são encontradas em nenhum outro lugar do planeta", explica à BBC Amir AghaKouchak, professor de Hidrologia da Universidade da Califórnia em Irvine e um dos cientistas a participar da expedição.

No entanto, curiosamente não há registro de vegetação em nenhum ponto dos 52 mil quilômetros quadrados de deserto, localizado no sudeste do país, próximo às fronteiras do Paquistão e Afeganistão.

E o que cientistas querem entender é exatamente como existe uma cadeia alimentar numa região tão árida e sem plantas.

"Nossa maior pergunta é como um ambiente tão inóspito pode manter vida, especialmente se não há vida vegetal. Como as raposas do deserto podem sobreviver nesse ambiente tão hostil? E de onde vem a água", explica o professor sobre a expedição.

Área registrou a temperatura de 70,7ºC, o que torna o lugar o mais árido do mundo
Área registrou a temperatura de 70,7ºC, o que torna o lugar o mais árido do mundo
Foto: Getty Images / BBCBrasil.com

Pássaros como alimento

AghaKouchak viajou ao coração do deserto de Lut com um grupo de pesquisadores de diferentes áreas que trabalham nos Estados Unidos, Irã e países europeus.

Uma das hipóteses dos cientistas é que pássaros que morrem na área são parte importante da cadeia alimentar.

"Frequentemente avistamos pássaros mortos no deserto. A maioria são aves migratórias que provavelmente se perderam durante seu trajeto e terminaram chegando a Lut."

Para comprovar ou descartar a teoria, os pesquisadores coletaram amostras das aves mortas durante a expedição.

Cientistas encontraram água na região
Cientistas encontraram água na região
Foto: Amir AghaKouchak / BBCBrasil.com

70°C?

Imagens de satélite mostraram o recorde de 70,7ºC em 2005. Temperatura que, segundo o pesquisador, não foi um caso isolado - outras observações registraram números semelhantes.

AghaKouchak explica ainda que a geografia da região é o que provoca temperaturas tão altas - algumas áreas são compostas de rochas vulcânicas, que absorvem calor, e outras, de dunas e vento forte.

"A combinação dessas circunstâncias, de superfície muito quente e muito vento, é o que provoca o calor extremo. É como ter um secador de cabelo funcionando o tempo todo", compara o cientista.

Apesar de a região parecer pouco atraente, o pesquisador a descreve como um deserto de "dunas elegantes" que ganham "padrões incríveis" criados pelo vento. E que é repleto de "kaluts", formações de rocha criadas pela erosão do vento.

A combinação de terra quente e muito vento provoca o calor extremo
A combinação de terra quente e muito vento provoca o calor extremo
Foto: Getty Images / BBCBrasil.com

'Mar escondido'

Imagens de satélite também mostraram padrões de umidade no terreno.

Inicialmente, os pesquisadores não acreditaram nas informações transmitidas - pensaram que as rochas da região estavam enviando sinais distorcidos.

"Mas quando chegamos ao lugar onde as imagens mostravam umidade, nossos veículos ficaram presos em vários centímetros de lodo", contou o pesquisador.

"Essa foi a confirmação de que existia de fato água ali. E não se trata de um lugar pequeno. Acreditamos que se trata de uma área grande, a qual decidimos chamar de 'o mar escondido de Lut'. Porque a água é salgada", acrescenta.

O pesquisador sugere que a umidade surge das distantes montanhas que rodeiam a zona plana - as águas das ocasionais chuvas da primavera e do início do outono seriam drenadas até ali.

BBCBrasil.com BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade