PUBLICIDADE

Sindicatos decidem por greve em quatro linhas da CPTM em SP

Linhas 11-Coral, 12-Safira, 7-Rubi e 10-Turquesa estarão paralisadas nesta quarta-feira

2 jun 2015 21h01
| atualizado em 3/6/2015 às 11h39
ver comentários
Publicidade

Os Sindicatos dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Central, que representa os empregados das linhas 11-Coral (Luz-Guaianazes-Estudantes) e 12-Safira (Brás-Calmon Viana) e dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de São Paulo, representante das linhas 7-Rubi (Luz-Francisco Morato-Jundiaí) e 10-Turquesa (Brás-Rio Grande da Serra) decidiram entrar em greve a partir da meia-noite desta quarta-feira (3).

De acordo com a CPTM, a decisão vai contra a recomendação da justiça de continuar as negociações sem paralisação dos serviços até o próximo dia 11 de junho, quando haverá nova reunião no TRT – Tribunal Regional do Trabalho, e deverá prejudicar quase 3 milhões de usuários que utilizam diariamente a rede de trem.

Em assembleia, ferroviários decidiram pela greve
Em assembleia, ferroviários decidiram pela greve
Foto: Ricardo dos Santos Guimarães / vc repórter

Segundo a CPTM, durante reunião de conciliação feita nesta terça-feira, na  Sede do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), foram feitas duas novas propostas aos sindicatos: o IPC FIPE do período, mais 1%, totalizando 7,72% de reajuste salarial e 10% nos benefícios vale alimentação, tíquete refeição e auxílio materno ou o IPC FIPE do período, mais 1,5%, totalizando 8,25% de reajuste salarial e sobre todos os benefícios. As duas foram recusadas pelos sindicatos.

Siga o Terra Notícias no Twitter

“Infelizmente, a CPTM não chegou a uma proposta. A empresa é intransigente, a data base da categoria é março, estamos há 90 dias na mesa de negociação. Esta é a terceira tentativa conciliatória, infelizmente eles avançaram muito pouco”, disse o presidente do Sindicato dos Ferroviários de São Paulo, Eluiz Alves de Matos.

"Durante a assembleia realizada às 18h a categoria decidiu pela greve, nas linhas 7 e 10 defendendo sua proposta inicial de 9,29% (INPC-IBGE mais 1,5% de aumento real) e igualdade dos benefícios com metroviários (VA, VR e auxilio materno infantil)", escreveu o Sindicato dos Ferroviários de São Paulo. Segundo o informe, a categoria vai se reunir em assembleia amanhã, às 14h para avaliar o movimento.

Câmera registra sufoco no horário de pico do Metrô e da CPTM:

Colaborou com esta notícia o leitor Ricardo dos Santos Guimarães, de Francisco Morato (SP), que participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui ou envie pelo aplicativo WhatsApp, disponível para smartphones, para o número +55 11 97493.4521.

Agência Brasil Agência Brasil
Publicidade
Publicidade