PUBLICIDADE

SP: avenida "espaçada" dificulta contagem da PM em protesto

Distância entre manifestantes, pelo número reduzido de pedestre, dificulta o cálculo do PM

12 abr 2015 15h34
| atualizado em 13/4/2015 às 11h50
ver comentários
Publicidade
<p>Manifestantes se reúnem em protesto na avenida Paulista, em São Paulo</p>
Manifestantes se reúnem em protesto na avenida Paulista, em São Paulo
Foto: Paulo Pinto / Fotos Públicas

Diferente do que aconteceu na manifestação do último dia 15 de março, a Polícia Militar de São Paulo alegou dificuldades para estimar o número de participantes no protesto contra o governo de Dilma Rousseff realizado neste domigo.

De acordo com o capitão Emerson Massera, porta voz da PM, no início do ato (por volta das 15h) os movimentos estavam "muito distantes" um dos outros e a via, pelo número reduzido de pedestres, ficou "espaçada".

Ato contra o governo reúne milhares de manifestantes em SP:

"Vamos lançar o número de participantes em breve, mas tivemos dificuldades. Essa manifestação foi diferente da outra, está mais espaçada", disse ele.

No ato de 15 de março, a PM divulgou que 1 milhão de pessoas esteve na Avenida Paulista. O Datafolha, por sua vez, contabilizou 210 mil.

Colaborou com esta notícia o leitor Daniel Menezes, de São Paulo (SP), que participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui ou envie pelo aplicativo WhatsApp, disponível para smartphones, para o número +55 11 97493.4521.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade