2 eventos ao vivo

Programa de Raul Gil é 'engodo de Satanás', diz Feliciano em novo vídeo

Publicado em agosto de 2011 no YouTube, vídeo já foi visualizado mais de 52 mil vezes e causa nova polêmica na web

18 abr 2013
12h21
atualizado às 13h37
  • separator
  • comentários

Mais de um mês após assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDH) da Câmara, o deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) segue causando polêmica na internet em vídeos de suas pregações. Após John Lennon, Mamonas Assassinas, Caetano Veloso e Lady Gaga, desta vez o alvo é o apresentador Raul Gil e o programa de calouros comandado por ele, que, segundo Feliciano, seria um "engodo de Satanás".

"Até algum tempo atrás eu estava orando aqui, dizendo 'Deus, o senhor tem abençoado o programa do Raul Gil'. O Senhor me repreendeu um dia na madrugada, dizendo: 'isso é um engodo de Satanás'. Porque a maioria das crentes estão indo cantar lá. Estão indo lá mostrar o talento, sob a palavra de que ali é um lugar onde a porta estava fechada para o evangelho e agora está aberta", afirma Feliciano no vídeo de pouco mais de um minuto de duração, diante de uma plateia de fieis.

Vídeo de Feliciano falando da morte de John Lennon vira hit na web

O pastor ainda afirma que o programa age a mando de Satanás para tirar jovens talentos gospel da igreja, citando inclusive o "rei do rock" americano, Elvis Presley. "Pegue o primeiro menino, Robson Monteiro. Crente. Da Igreja do Evangelho Quadrangular. Veja o CD dele agora. Tá ouvindo? Está cantando para o mundo. Satanás está pagando o mesmo preço que pagou para tirar Elvis Presley da igreja", acrescenta. Por fim, aos gritos, o pastor recomenda aos fieis: "Não se venda! Não se venda!".

Publicado em agosto de 2011 no YouTube, o vídeo já foi visualizado mais de 52 mil vezes desde então. A postagem já acumula mais de 200 comentários - a grande maioria com críticas à postura do deputado.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade