0

Presidente da Câmara deve cumprir a Constituição, diz Temer

Ex-presidente defendeu que a discussão seja feita "da porta para dentro do Congresso"

11 jan 2021
11h00
atualizado às 11h24
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ex-presidente Michel Temer (MDB), três vezes presidente da Câmara dos Deputados, disse defender o diálogo entre os Poderes e criticou a formatação da disputa para as Mesas Diretoras da Câmara e do Senado entre um candidato pró-governo e outro não. "O presidente da Câmara não pode ser de situação ou de oposição. Ele tem que cumprir os deveres que a Constituição dá aos deputados", disse Temer em entrevista à rádio Bandeirantes.

Ex-presidente da república Michel Temer (MDB)
Ex-presidente da república Michel Temer (MDB)
Foto: Agência Brasil / Estadão Conteúdo

Segundo o ex-presidente, esta espécie de enquadramento da disputa entre um candidato de situação e outro de oposição "aflige" os cidadãos. Temer defendeu que a discussão seja feita "da porta para dentro do Congresso". "Diferentemente do que se alardeia muito hoje - de que, se um (candidato) for eleito, será inteiramente a favor do governo e o outro, se eleito, vai ser contra -, isso não pode acontecer", avaliou.

O ex-presidente disse também ver como um "fenômeno democrático" o apoio do PT ao candidato do MDB à presidência da Câmara, o deputado Baleia Rossi (SP). O apoio foi alvo de discussão dentro do Partido dos Trabalhadores por conta do apoio de Rossi ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Vacinação

Temer disse também estar percebendo "uma certa mudança de atitude" sobre a aplicação de vacinas contra a covid-19. Segundo o ex-presidente, há a sensação de que é impossível continuar "naquilo que vinha no ano passado" e a recusa de parte da população em receber a vacina deve arrefecer nos próximos dias.

Veja também:

Em meio à pressão por impeachment de Bolsonaro, Aras insinua 'estado de defesa'
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade