Pochmann deixa Ipea para ser candidato do PT em Campinas

4 jun 2012
Publicidade

O presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcio Pochmann (PT), deixa o cargo a partir desta segunda-feira para dedicar-se à campanha para prefeito de Campinas (SP). Segundo a portaria publicada no Diário Oficial da União, o economista pediu para ser exonerado, e em seu lugar, de forma interina, assume Vanessa Petrelli Correa, até então técnica de Planejamento e Pesquisa.

Economista venceu prévias do PT para a cidade paulista em abril
Economista venceu prévias do PT para a cidade paulista em abril
Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

A saída de Pochmann já era esperada, uma vez que o ex-presidente do Ipea venceu, em 14 de abril, as prévias do PT para ser o pré-candidato da legenda à prefeitura de Campinas. O economista teve 1.088 votos, contra 428 que recebeu seu rival, Sabastião Arcanjo.

Em carta, o petista avaliou seu período à frente do instituto, e afirmou que órgão "foi peça importante na retomada do planejamento de Estado para as políticas públicas". Ressaltou que as publicações triplicaram entre 2007 e 2011, e que o número de bolsas subiu quase cinco vezes no mesmo espaço de tempo. "Hoje, o Ipea está conectado às novas demandas do País. Para além disso, seu cabedal o credencia a mudar a realidade por meio de suas pesquisas, criando um repositório à disposição de todos os brasileiros", conclui o texto.

Fonte: Terra
Publicidade