PUBLICIDADE

Política

Nunes Marques suspende quebras de sigilo de ex-diretor da PRF

Segundo ministro do STF, o requerimento determinado pela CPI do 8 de Janeiro “não está devidamente fundamentado”

3 out 2023 - 11h53
(atualizado às 12h18)
Compartilhar
Exibir comentários
O ministro Kássio Nunes Marques
O ministro Kássio Nunes Marques
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nunes Marques suspendeu as quebras de sigilo fiscal, bancário, telefônico e telemático do ex-diretor da Polícia Rodoviária Federal (PRF) Silvinei Vasques, que haviam sido determinadas pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do 8 de Janeiro. A decisão foi assinada em 26 de setembro, mas só veio a público nesta terça-feira, 3. As informações são da GloboNews. 

Segundo o magistrado, que foi indagado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o requerimento aprovado pela CPI do 8 de Janeiro “não está devidamente fundamentado”. Ele alega que "não foram especificadas as condutas a serem apuradas mediante a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do impetrante, ou mesmo indicada a utilidade da providência".

Nunes Marques também afirma que "não há situação concreta relacionada ao impetrante que legitime a suspeita de que ele teria cometido ilícitos ligados aos eventos de 8 de janeiro último".

Silvinei Marques foi preso em agosto, na Operação Constituição Cidadã, que investiga suposta interferência no segundo turno das eleições de 2022.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade