1 evento ao vivo

MPF investiga Lula por suposto tráfico de influência

16 jul 2015
17h24
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Ministério Público Federal (MPF) abriu uma investigação para averiguar se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva incorreu em crime de tráfico de influência para favorecer a construtora Odebrecht, informaram fontes oficiais nesta quinta-feira.

Lula é investigado por supostamente ter influenciado o BNDES, após o fim de seu mandato, para que concedesse créditos à Odebrecht destinados ao financiamento de obras em outros países latino-americanos e africanos nos quais a companhia tem atuação. Segundo a Procuradoria, após deixar a presidência, em janeiro de 2011, Lula fez viagens a Panamá, Venezuela, República Dominicana e Gana custeadas pela construtora.

As indagações preliminares do MPF começaram em abril e se concretizaram na semana passada com a abertura de um inquérito. O caso foi revelado em maio pela revista "Época", segundo a qual a Odebrecht recebeu do BNDES créditos de cerca de US$ 4,1 milhões para obras em República Dominicana, Venezuela, Cuba e Gana.

O Instituto Lula, que representa o ex-governante, afirmou hoje ter recebido "com surpresa" a notícia da abertura do inquérito e informou que entregou todas as informações solicitadas pela procuradora Mirella de Carvalho Aguiar e alegou que a funcionária teve "pouco tempo" para analisar o material.

Em comunicado, o Instituto Lula manifestou que "terá a oportunidade de comprovar a legalidade e a lisura" de todas as suas atividades.

Quando o caso veio à tona, em maio, a Odebrecht negou que Lula tivesse trabalhado como seu consultor, mas admitiu que custeou viagens do ex-presidente para República Dominicana e Gana em 2013 para que desse palestras sobre "as potencialidades do Brasil e de suas empresas".

Veja também:

Em 'live' com alvos de ação do STF, Eduardo Bolsonaro cita 'momento de ruptura'
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade