PUBLICIDADE

Eduardo Bolsonaro: antes direita debilitada do que esquerda

Filho do presidente usou o exemplo da Argentina para criticar a oposição

21 jun 2020 15h18
| atualizado às 15h22
ver comentários
Publicidade

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usou o exemplo da Argentina para criticar a esquerda neste domingo, 20. Em uma mensagem, o filho 03 do presidente Jair Bolsonaro afirma que os argentinos foram criticar Mauricio Macri e agora "comem nas mãos" da esquerda. Macri perdeu as últimas eleições presidenciais para Alberto Fernández.

Deputado Eduardo Bolsonaro 
08/10/2019
REUTERS/Adriano Machado
Deputado Eduardo Bolsonaro 08/10/2019 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

"Nenhum governo é perfeito, mas antes uma direita debilitada do que qualquer esquerda no poder", escreveu Eduardo Bolsonaro. Em outra mensagem, ele minimiza as críticas aos grupos mais radicais de direita e escreve que o "'arsenal' da extremíssima ultra direita, que tinha até máscara de ursinho de papel, apenas comprova a inofensividade da 'ala mais radical' da direita."

"Isso de 'extrema direita' é outro engodo a servir a narrativa da esquerda", completa o filho do presidente. Eduardo Bolsonaro postou ainda que o País tem um dia de "manifestação sem incidentes com a PM, com muitas senhoras e família, todos vestindo as cores da bandeira do Brasil". "Não é possível que isto seja visto como antidemocrático." Manifestações contra e a favor do governo ocorrem neste domingo em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. 

Estadão
Publicidade
Publicidade