PUBLICIDADE

Conheça as diretrizes dos candidatos ao governo de MG

Veja as principais propostas

20 ago 2018 14h12
| atualizado às 14h20
ver comentários
Publicidade

BELO HORIZONTE -  Após o registro das chapas dos candidatos ao governo mineiro nas eleições 2018, o Tribunal Superior Eleitoral registrou as diretrizes dos programas dos postulantes. Conheça as propostas de cada um:

Fernando Pimentel (PT)

O governador Fernando Pimentel (PT), que tenta a reeleição, tem como diretriz principal a recuperação financeira de Minas por meio da revisão da Lei Kandir, que determina a desoneração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Além disso, o petista propõe maior diálogo com a população por meio de "fóruns do desenvolvimento" e investimento em segurança pública, com ampliação do programa de bases móveis da Polícia Militar.

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel
O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel
Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

Antonio Anastasia (PSDB)

O plano de governo de Antonio Anastasia (PSDB) discorre sobre a necessidade de se atrair novos investimentos a Minas, principalmente por meio de associação entre setores públicos e privados. Além disso, as diretrizes pretendem fomentar melhorias na educação, com investimento no desenvolvimento do professor e na qualidade do ensino fundamental e ampliação do programa Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Marcio Lacerda (PSB)

O ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda (PSB) foca o plano de governo na redução de cargos comissionados e na atração de investimentos para Minas, com aplicação de Parcerias Público-Privadas para realização de obras no Estado. Além disso, Lacerda promete garantir repasses aos municípios para a saúde e estimular a integração das policiais Civil e Militar.

João Batista Mares Guia (Rede)

O professor e ex-secretario de educação, João Batista Mares Guia (Rede) coloca como projeto ações para desenvolvimento de startups e uma reforma tributária, com nivelamento das cotas ICMS em Minas. Além disso, o candidato pretende agir em cooperação com empresários e cooperativas para desenvolvimento agrário e garantir de educação básica universal.

Romeu Zema (Novo)

O plano de governo de Romeu Zema (Novo) aponta a privatização, feita gradualmente, como forma de coibir a corrupção, determina uma simplificação tributária sem aumento de impostos e o enxugamento da máquina pública, por meio do corte de secretarias. O candidato promete também cortes em "auxílios exorbitantes" e propostas para a segurança pública, como melhoria na distribuição de viaturas e penas alternativas.

Claudiney Dulim (Avante)

O candidato do Avante, Claudiney Dulim se compromete em seu plano de governo a combater a corrupção e investir na eficiência administrativa como forma de criar empregos em Minas. Além disso, o candidato propõe fortalecer as polícias e fomentar energias sustentáveis no Estado.

Veja também

As 5 mulheres mais influentes da história no mundo, segundo pesquisa:

 

Estadão
Publicidade
Publicidade