PUBLICIDADE

Política

CCJ aprova recurso para rediscutir vacina obrigatória contra Covid em crianças de até 5 anos

Aprovado por 28 votos a 14, o projeto passará pelo Plenário da Câmara, que dará a decisão final

3 jun 2024 - 23h15
Compartilhar
Exibir comentários

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira, 3, um recurso para rediscutir a vacinação obrigatória contra a Covid-19 em crianças entre seis meses e cinco anos de idade. Sob pedido da deputada federal Júlia Zanatta (PL-SC), a solicitação vai de encontro à decisão do presidente da Casa, deputado federal Arthur Lira (PP-AL), e às recomendações do Ministério da Saúde.

Como justificativa, Zanatta argumenta que a obrigatoriedade da vacina nessa faixa etária é "descabida", já que a imunização possui pouco tempo e não foi "devidamente testada".

"A medida é completamente descabida, pois além de sujeitar as crianças aos riscos adversos das vacinas recém criadas, e ainda não testadas pelo tempo, sujeita os pais a penalidades diversas, inclusive a perda da guarda dos filhos", sustenta.

A vacinação obrigatória da Covid-19 em crianças menores de cinco anos e maiores de seis meses entrou em vigor em primeiro de janeiro de 2024 a partir de uma nota técnica publicada pelo Ministério da Saúde no ano anterior, 2023. O projeto foi por 28 votos contra 14, ele seguirá ao Plenário da Câmara, que dará a decisão final.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade