PUBLICIDADE

Política

Carro tenta furar bloqueio e invadir residência oficial de Lula na Alvorada

Polícia Federal deve investigar quem era o motoristas e quais suas motivações para a tentativa de invasão que ocorreu na manhã deste sábado

24 fev 2024 - 14h18
(atualizado às 14h30)
Compartilhar
Exibir comentários
Barreira em frente ao Palácio do Alvorada
Barreira em frente ao Palácio do Alvorada
Foto: Guilherme Maziero/Terra

O Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sofreu uma tentativa de invasão no início da manhã deste sábado, 24. Militares que estavam no local chegaram a atirar contra o veículo. Ninguém foi preso até o momento. 

As informações foram publicadas inicialmente pelo site Metrópoles, e confirmadas ao Terra. O motorista estava em um Ford Focus preto, e seguiu na direção do palácio, por volta das 6h. Ele recebeu a ordem de parada, mas não obedeceu, segundo o site. 

O dispositivo de segurança que serve de bloqueio à passagem de veículos furou os pneus do carro, mas o condutor seguiu em direção ao Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente, Geraldo Alckmin. 

Os tiros dados pelos militares do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) seriam apenas de advertência, conforme fontes do governo. Até o momento, ninguém foi preso. A Polícia Federal vai investigar a autoria e a motivação do episódio, segundo interlocutores do governo. 

Lula não estava no local quando o fato ocorreu, apesar de ter retornado à Brasília, no final da tarde de sexta-feira, 23, após compromissos oficiais no Rio de Janeiro. 

Essa não é a primeira vez que um carro avança o bloqueio do Alvorada. Casos semelhantes foram registrados pelo menos em 2011, 2017 e 2020. Em todos eles, a estrutura conteve o invasor e a integridade física dos respectivos presidentes não foi ameaçada.

Em 2020, um homem com suspeitas de estar embriagado chegou a superar o espelho d’água que separa a área restrita do Alvorada do espaço acessível ao público. Ele foi detido no gramado central, a cerca de 300 metros da entrada principal do edifício. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade