PUBLICIDADE

Bolsonaro

'Sei dos riscos que corro em solo brasileiro', diz Bolsonaro durante homenagem

Ex-presidente recebeu o título de cidadão goiano, em Goiânia, na noite de sexta-feira, 18

19 ago 2023 - 08h06
Compartilhar
Exibir comentários
O ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro posa durante sessão na Assembleia Legislativa de Goiás para receber o título de cidadão goiano, em Goiânia, 18 de agosto de 2023.
O ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro posa durante sessão na Assembleia Legislativa de Goiás para receber o título de cidadão goiano, em Goiânia, 18 de agosto de 2023.
Foto: Reuters/Ueslei Marcelino

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que decidiu retornar ao Brasil, depois de passar três meses nos Estados Unidos, mesmo 'sabendo dos riscos que corre' no País. A declaração foi dada durante discurso após receber o título de cidadão goiano, em Goiânia, na noite de sexta-feira, 18.

"Estive três meses nos Estados Unidos, no estado da Flórida, realmente um estado fantástico. Mas apesar de ter sido acolhido muito bem, não existe terra igual a nossa. Sei dos riscos que corro em solo brasileiro, mas não podemos ceder", disse Bolsonaro.

O ex-presidente e seu entorno são focos de uma investigação realizada por policiais federais para apurar um suposto esquema de negociação ilegal de joias presenteadas por delegações estrangeiras à Presidência da República.

Segundo a Polícia Federal (PF), os valores obtidos dessas vendas foram convertidos em dinheiro em espécie e ingressaram no patrimônio pessoal dos investigados, por meio de pessoas interpostas e sem utilizar o sistema bancário formal, com o objetivo de ocultar a origem, localização e propriedade dos valores.

Na quinta-feira, 17, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a quebra do sigilo bancário de contas no exterior em nome de Bolsonaro, da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, do ex-ajudante de ordens do ex-presidente, Mauro Cid, que está preso, e do general da reserva Mauro César Lourena Cid, pai de Mauro Cid.

Na sexta-feira, 18, o advogado de Mauro Cid, Cezar Bitencourt, disse que o cliente vendeu o rolex e entregou o valor da venda em dinheiro vivo para o ex-presidente ou para a ex-primeira-dama. Já Bolsonaro afirmou que não recebeu nenhum dinheiro.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade