1 evento ao vivo

Reforma da Previdência é "encruzilhada", diz Bolsonaro

"Gostaríamos de não ter de fazer a reforma da Previdência, mas somos obrigados", disse o presidente fórum com prefeitos de todo o País

9 abr 2019
10h51
atualizado às 11h10
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (9), em discurso a um fórum de prefeitos de todo o País, que a aprovação da reforma da Previdência é uma encruzilhada que precisa ser atravessada, e pediu o apoio para obter a aprovação no Congresso.

 8/4/2019 REUTERS/Adriano Machado
8/4/2019 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

"Gostaríamos de não ter de fazer a reforma da Previdência, mas somos obrigados", disse Bolsonaro em discurso. O presidente também anunciou que o governo vai apoiar a majoração do Fundo de Participação dos Municípios por meio de emenda constitucional.

Encontro com Maia

O fórum faz parte da 12ª Marcha dos Prefeitos em Brasília. Na chegado ao evento, o Bolsonaro entrou acompanhado do presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, ao mesmo tempo em que os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) foram anunciados.

Diversos ministros do governo também participam, entre eles o chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o ministro da Secretaria-Geral, Floriano Peixoto, todos juntos no palco. É o primeiro evento público em que Bolsonaro e Maia se encontram após a troca de farpas protagonizada pelos dois ao longo do mês de março.

Na segunda, 8, Maia chegou a dizer que não seria "mulher de malandro", ao afirmar que não iria ficar articulando pela aprovação da Nova Previdência e apanhando da base eleitoral de Bolsonaro. No palco, entre os presidentes da República e da Câmara está o presidente da CNM. A reforma da Previdência estará em pauta do evento. / COM ESTADÃO CONTEÚDO

Veja também:

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade