1 evento ao vivo

Para embaixador dos EUA, denúncias de espionagem criam imagem incorreta

8 jul 2013
17h17
atualizado às 17h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Thomas Shannon, disse nesta segunda-feira que as informações publicadas sobre o monitoramento de informações de brasileiros pelo governo americano apresentaram uma imagem "que não é correta" sobre o programa de inteligência dos Estados Unidos. Shannon reuniu-se na tarde de hoje com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, para discutir o assunto e disse que o governo americano está "contestando as preocupações do governo do Brasil".

"Temos um excelente nível de cooperação com o Brasil na área de inteligência e também na área policial. Infelizmente, os artigos de O Globo apresentaram uma imagem do nosso programa que não é correta, então estamos trabalhando com os brasileiros para contestar suas perguntas", disse Shannon.

Reportagem publicada no domingo pelo jornal O Globo revelou que as comunicações do Brasil estavam entre os focos prioritários de monitoramento pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês), segundo documentos divulgados pelo ex-agente norte-americano Edward Snowden. 

O embaixador não respondeu às perguntas dos jornalistas sobre a veracidade das informações sobre o monitoramento dos dados dos brasileiros. Ele disse que se reuniu com a Secretaria-Geral do Itamaraty e deverá encontrar-se ainda hoje com o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI), general José Elito Carvalho Siqueira.

Nesta segunda-feira, parlamentares afirmaram que convidarão o embaixador americano a prestar esclarecimentos no Congresso. 

Veja também:

Senadora Simone Tebet (MDB-MS) defende representatividade mínima de 30% de mulheres na direção dos partidos
Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade