0

Rumo ao RJ, Papa envia mensagem: "sinto o coração cheio de alegria"

22 jul 2013
04h19
atualizado às 04h37
  • separator
  • 0
  • comentários

Minutos após embarcar com destino ao Rio de Janeiro, o papa Francisco escreveu uma mensagem em seu Twitter oficial, traduzido em diversos idiomas. 

O avião do papa Francisco decolou às 8h55 (horário de Roma) com destino ao Rio de Janeiro
O avião do papa Francisco decolou às 8h55 (horário de Roma) com destino ao Rio de Janeiro
Foto: AFP

"Dentro de algumas horas chego ao Brasil, e já sinto o coração cheio de alegria por em breve estar celebrando com vocês a 28ª Jornada Mundial da Juventude", postou o pontífice, na página em português.

O avião que traz o Papa - um Airbus A330, da companhia italiana Alitalia - decolou do aeroporto de Fiumicino às 8h55 (horário local, 3h55 de Brasília) e deve aterrissar no aeroporto Antônio Carlos Jobim no Rio de Janeiro às 16h local, após percorrer os 9.200 quilômetros que separam ambas as cidades.

O pontífice, que levava pessoalmente um bolsa preta de viagem, voará acompanhado do secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone; do Substituto ("número três" do Vaticano) da Secretaria de Estado, o arcebispo Giovanni Angelo Becciu; e de membros desse departamento.

Também acompanham Francisco os cardeais Marc Oullet, canadense, presidente da Comissão Pontifícia para a América Latina; e João Braz de Aviz, brasileiro, prefeito regional da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada.

Uma vez no Brasil se unirão ao séquito papal o arcebispo do Rio de Janeiro, Orani João Tempesta; o cardeal presidente da Conferência Nacional de Bispos do Brasil, Raymundo Damasceno Assis; o cardeal Stanislaw Rylko, presidente do Pontifício Conselho para os Laicos, do qual dependem as JMJs; e o núncio, Giovanni D'Aniello.

Também o acompanham o mestre de cerimônias pontifícias, Guido Marini; seu médico pessoal, Patrizio Polisca; o organizador das viagens papais, Alberto Gasbarri; membros da segurança do Vaticano e mais de meia centena de jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas.

O pontífice recebeu despedidas no aeroporto do presidente do Governo italiano, Enrico Letta; e do bispo do Porto-Santa Rufina, do qual depende Fiumicino, Gino Reali.

Esta é a primeira vez que Francisco visita o Brasil e a primeira JMJ que preside, "herdada" de Bento XVI, que tinha previsto participar, mas que renunciou ao Pontificado em 28 de fevereiro passado.

Francisco voltará a Roma na manhã do dia 29 de julho próximo.

Com informações da EFE

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade