0

Líder do PSL: Não é momento para discutir carreira de militares

Para o líder, a discussão pode abrir brecha para que outras categorias queiram rediscutir suas carreiras.

20 mar 2019
18h21
atualizado às 18h44
  • separator
  • 7
  • comentários

O líder do PSL na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir (GO), avaliou nesta quarta-feira que não é um bom momento para se discutir reestruturação da carreira dos militares, pouco depois de o presidente Jair Bolsonaro, também do PSL, entregar ao Congresso projeto de lei que muda a aposentadoria dos militares e modifica a estrutura da carreira da categoria.

Militares marcham durante cerimônia de formatura na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende
01/12/2018 REUTERS/Paulo Whitaker
Militares marcham durante cerimônia de formatura na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende 01/12/2018 REUTERS/Paulo Whitaker
Foto: Reuters

Para o líder, a discussão pode abrir brecha para que outras categorias queiram rediscutir suas carreiras.

"Eu penso que (a reestruturação da carreira dos militares) vem num momento difícil. No meu entendimento, era um diálogo que não era o momento para se discutir. O momento agora é de sacrifício", disse Wladir a jornalistas.

"Penso que outras carreiras poderão pedir essa mesma reestruturação", disse. Ele ressaltou, no entanto, que o governo Bolsonaro cumpriu a promessa de entregar ao Legislativo a proposta de mudanças nas aposentadorias dos militares até esta quarta.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 7
  • comentários
publicidade