0

Maia diz que Bolsonaro precisa decidir se vai governar com o Parlamento

26 fev 2019
14h36
atualizado às 15h42
  • separator
  • 0
  • comentários

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta terça-feira que o presidente Jair Bolsonaro precisa decidir se vai governar com o Parlamento e que precisa agregar partidos na base para aprovar a reforma da Previdência.

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, no Congresso Nacional
20/02/2019 REUTERS/Adriano Machado
Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, no Congresso Nacional 20/02/2019 REUTERS/Adriano Machado
Foto: Reuters

"Quando digo que ele precisa decidir se vai governar junto com o Parlamento, a compreensão que os partidos querem saber é qual tipo de aliança o governo pretende construir em quatro anos", afirmou Maia em evento organizado pelo BTG Pactual na capital paulista.

Na avaliação dele, Bolsonaro precisa de 10 a 12 partidos para construir uma base governista com musculatura suficiente para aprovar a agenda de reformas, começando pela Previdência. "Acho que a articulação do governo precisa melhorar e, como presidente da Câmara, tenho bom diálogo com toda oposição e vou articulando conversas com os partidos", explicou.

Entre os pontos mais sensíveis da reforma, Maia destacou a mudança no Benefício de Prestação Continuada (BPC), a aposentadoria rural e o tempo mínimo de contribuição. "É risco grande tratar de BPC e aposentadoria rural", comentou.

Ele acrescentou que, assim como a Venezuela, a reforma da Previdência tornou-se um instrumento de unificação da esquerda no campo ideológico. "Precisamos trazer a esquerda pelos governadores do Nordeste, que compreendem bem a necessidade da reforma", disse.

O presidente da Câmara ainda citou a importância de uso das redes sociais para comunicar a reforma tanto ao eleitorado de Bolsonaro como aos novos membros do Congresso.

"Essa comunicação nas redes sociais é decisiva… Temos que ter capacidade de fazer enfrentamento nas redes sociais", afirmou.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade