2 eventos ao vivo

Lula volta ao Brasil após quarentena em Cuba por covid-19

Lula, de 75 anos, decidiu comunicar a infecção apenas na chegada ao País

21 jan 2021
18h05
atualizado às 18h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e outras sete pessoas que integravam uma comitiva que acompanhou o petista em uma viagem a Cuba cumpriram quarentena na ilha após testarem positivo para covid-19, informou a assessoria de Lula nesta quinta-feira, um dia após o grupo desembarcar de volta no Brasil.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
15/11/2020
REUTERS/Amanda Perobelli
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva 15/11/2020 REUTERS/Amanda Perobelli
Foto: Reuters

Segundo nota da assessoria do ex-presidente, Lula, sua mulher, Janja, e sete integrantes da comitiva fizeram testes da doença antes de viajar e na chegada a Cuba, dia 21 de dezembro. Os exames foram refeitos em 26 de dezembro, tendo dado positivo para Lula e outros 7 membros da comitiva, "confirmando se tratar de casos importados através da investigação epidemiológica", de acordo com o comunicado.

"Todos permaneceram em isolamento sob vigilância sanitária, de acordo com diagnóstico, respeitando os protocolos do sistema de saúde cubano", afirmou a nota.

Lula, de 75 anos, decidiu comunicar a infecção apenas na chegada ao Brasil para "preservar sua família e dos demais infectados, de acordo com a assessoria do ex-presidente.

O ex-presidente e os demais membros da equipe não precisaram de internação hospitalar, exceto o escritor Fernando Morais, que permaneceu sob cuidados hospitalares pelo período de 14 dias, por complicações pulmonares.

"Ao longo do acompanhamento, o ex-presidente foi diagnosticado em tomografia computadorizada com lesões pulmonares compatíveis com broncopneumonia associada à covid-19, apresentando excelente recuperação", informou o comunicado.

Lula viajou a Cuba para participar da filmagem de um documentário com o cineasta Oliver Stone, que, em razão das circunstâncias, está suspenso e será retomado futuramente.

"Na ilha, Lula decidiu cancelar suas atividades e, após a alta epidemiológica, ao fim da viagem, se reuniu apenas com o presidente cubano, Miguel Díaz-Canel, o 1º secretário do Partido Comunista de Cuba, Raúl Castro, o primeiro ministro de Cuba, Manuel Marrero, e com o chanceler Bruno Rodriguez", finalizou a nota.

Veja também:

Mulher é presa com 11 quilos de maconha na rodoviária de Cascavel
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade